Notícia

Galileu

Genoma humano é concluído dois anos antes

Publicado em 01 junho 2000

Era uma tarefa para 15 anos, depois para 12 e acabou demorando apenas dez. O Projeto Genoma Humano, uma das mais importantes tarefas científicas do século 20, chegou ao final de maio com 98% do trabalho de seqüenciamento de genes concluído. Faltava marcar o dia para a festa de encerramento - a apresentação das 3 bilhões de bases químicas dos quase 100 mil genes que nós, os humanos, carregamos em nossos 23 cromossomos. A complementação, com o exame de material genético menos importante e o documento definitivo do Projeto, só deverão vir em 2003. O grande fecho foi esvaziado, em parte, por um laboratório articular, o Celera, que diz ter completado todo o trabalho um antes. Mas os meios científicos "oficiais" preferiam esperar a Simpson, do Ludwig: trabalho fica pronto até o fim do ano versão melhor revisada do consórcio liderado pelo governo dos EUA, com o conjunto de genes mais bem ordenado e disponível gratuitamente. A notícia coincide com a reta final do Genoma do Câncer, que vem sendo seqüenciado por cientistas brasileiros sob o comando do Dr. Andrew Simpson, do Instituto Ludwig, em São Paulo. "Deveremos ter um milhão de bases seqüenciadas até dezembro", calcula Simpson. A partir de 2001, esse genoma oferecerá um grande volume de dados sobre os mais comuns tipos de câncer do Brasil - entre eles os da mama, do cólon, da cabeça e do pescoço. Um dos quatro genomas financiados pela Fapesp, em São Paulo, esse genoma é uma importante contribuição do país ao Projeto Genoma Humano.