Notícia

Folha.com

Genoma amarelinho

Publicado em 13 setembro 2009

Por Marcelo Leite
Ninguém entendeu quando o tucano Mário Covas, naquele debate de 1998 entre candidatos a governador, perguntou a Paulo Salim Maluf o que ele faria para acabar com a doença do amarelinho. Maluf não se deu por achado: "O senhor ficou quatro anos e não acabou com a praga do amarelinho. Me dá um ano que eu acabo". Apesar da charada agrícola, Covas se reelegeu. Os espectadores não sabiam do que ele estava falando, mas o então governador deve ter achado que teria impacto a notícia de que pesquisadores paulistas estavam empenhados em [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.