Notícia

Blog Datamarcos

GÁS NATURAL DOBRA ECONOMIA DE CARRO HÍBRIDO (MECÂNICA)

Publicado em 22 dezembro 2019

Por Agência FAPESP

Dobrando a Eficiência: Engenheiros do Centro de Pesquisas para Inovações do Gás (RCGI), em São Paulo, Começaram a Testar Gás Natural Veicular (GNV) em um Veículo Híbrido Movido a Gasolina. No Veículo, um Toyota Prius, foram Instalados dois Tanques de Gás, cada um com 7,5 Metros Cúbicos (m3). Nos Testes Urbanos, o Híbrido Modificado fez 22 Quilômetros (Km) por Litro de Gasolina. Já com o GNV o Veículo Rodou 28 Km com 1 m3 de Gás Natural. O Preço Médio da Gasolina na Cidade de São Paulo, no Período dos Testes, ficou em R$ 4,15 por Litro, enquanto o Preço do GNV no mesmo Período foi R$ 2,86 por m3. Ou seja: se o Carro Modificado fosse Abastecido com Gasolina, ele Rodaria 22 Quilômetros Gastando R$ 4,15. Se ele fosse Abastecido com GNV, o Motorista poderia chegar a 40 Quilômetros Rodados com os mesmos R$ 4,15 - quase o Dobro da Distância. "O Veículo já tem um Consumo muito Baixo de Gasolina, mas o Consumo de GNV foi ainda menor", disse o Professor Júlio Meneghini, Diretor Científico do RCGI. Já Renato Romio, Chefe do Laboratório de Motores de Veículos do Instituto Mauá de Tecnologia e um dos Responsáveis pelo Projeto, afirma que, com o uso do GNV, na Comparação com a Gasolina, Ganha-se Duplamente. "Primeiro, por Conta da Eficiência do Híbrido; e Segundo, porque se Emite menos CO2 com o uso do GNV. Isso porque o Metano, ao ser Queimado, Emite 15% menos CO2 do que a Gasolina." O Metano é o Principal Componente do Gás Natural. É o BLOG DATAMARCOS.

Testes na Estrada: Os Próximos Testes Envolverão Ensaios mais Robustos da Medição do Consumo de Combustível, além da Medição das Emissões de CO2 e Outros Gases Estufa e de Poluentes. Os Integrantes do Projeto Testarão ainda o uso do Biometano nos Tanques de Gás e de Etanol no Lugar da Gasolina. E o Consumo do Veículo também Deverá ser Testado em Rodovias. "Na Estrada ainda não Testamos, mas Sabemos que se Exige muito do Motor a Combustão nesta Condição, e o Carro Híbrido Acaba tendo um Rendimento mais Parecido com o Convencional," ressalvou Romio. Já Meneghini chama a Atenção para a Autonomia do Veículo Híbrido Modificado no Circuito Urbano: "Abastecendo os dois Tanques de Gás do Veículo, mais o Tanque de Gasolina, que Comporta Cerca de 40 Litros, é possível ter uma Autonomia de mais de 1.100 Km na Cidade." O RCGI é Fruto de uma Parceria da FAPESP com a Shell, Congregando Engenheiros da USP, Instituto Mauá de Tecnologia e Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Gás Natural Dobra Economia de Carro Híbrido (Mecânica).

Com Informações do RCGI e Fapesp