Notícia

Vale Paraibano

Galpão de agronegócios contempla produtor artesanal de Ubatuba

Publicado em 20 junho 2003

Prefeitura de Ubatuba aprovou o relatório da 1ª fase do projeto para processamento e comercialização de mexilhão e derivados de pescados apresentado junto ao Programa de Políticas Públicas da Fapesp (Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). O projeto foi apresentado em uma reunião entre o prefeito de Ubatuba, Paulo Ramos, e representantes da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) da USP. Esta iniciativa deve ser implementada no Galpão de Agronegócios que estará localizado no bairro do Taquaral em uma área de aproximadamente 5.000 metros quadrados, sendo, 1.000 metros de área coberta e o restante em áreas de estacionamento, carga e descarga. Além de um espaço que será destinado à comercialização dos produtos agrícolas e de pescados no próprio local. Este galpão é resultante um convênio que foi firmado no final do ano passado com a Secretaria de Agricultura do Estado e o valor do investimento é de cerca de R$ 280 mil. O início das obras está previsto para o segundo semestre deste ano. O prefeito ficou entusiasmado com a apresentação das pesquisadoras da USP e prometeu total empenho para a viabilização do Galpão de Agronegócios com a inserção deste beneficiamento para os produtores de mexilhão. Ramos disse que acredita que desta maneira o município vai oferecer melhor qualidade de vida ao pescador e fixá-lo em sua atividade profissional. Através deste projeto serão beneficiados pescadores que terão um produto melhor e também o consumidor que terá a garantia de qualidade.