Notícia

Furb

FURB está entre 4 melhores de SC em ranking da América Latina

Publicado em 24 outubro 2019

O QS Latin America University Rankings 2020 f oi divulgado nesta quarta-feira, 23 de outubro, atualizando os índices de reputação e empregabilidade sobre as universidades. A Universidade Regional de Blumenau aparece na seleção das 250 melhores, entre as quatro destacadas de Santa Catarina (UFSC, Udesc, Univali e FURB).

O Brasil desponta com as melhores Universidades da América Latina, com o total de 3 no top 10, seguida do Chile, Colômbia e México com 2 em cada país, além da Argentina com uma. No primeiro lugar está a Pontifícia Universidade Católica do Chile, seguida da Universidade de São Paulo (USP).

Embora indique erroneamente que a FURB seja privada (na verdade a instituição é uma autarquia de direito público, ligada à prefeitura de Blumenau, apesar de custeada pelas mensalidades dos estudantes), o QS WUR registra o seguinte comentário sobre a Universidade Regional de Blumenau: “quando ensino, pesquisa e extensão andam de mãos dadas com inovação e desenvolvimento, o resultado é uma Universidade cada vez mais forte e mais atenta aos avanços em nosso mundo. Uma FURB que prospera, mantendo seu compromisso de oferecer ensino de qualidade. Uma FURB que evoluiu em suas propostas para solucionar problemas e atender aos desejos da comunidade. Uma universidade que participa, envolvendo-se na construção de uma nova realidade social, educando pessoas treinadas e preparadas para essas transformações”. O ranking completo pode ser acessado em https://bit.ly/32EckLz.

O QS World University Rankings compila seis métricas para catpurar o desempenho das universidades. Em 2015 ajustou o sistema para evitar vantagens para as áreas de Ciências da Vida e Ciências Naturais, com parâmetros distintos de outros campos do conhecimento. O levantamento considera reputação acadêmica, do empregador, proporção docente/estudante, citações por corpo docente, além de proporção internacional de estudantes e professores.

Das cinco universidades brasileiras com melhor posição, quatro subiram no último ranking mundial, com destaque para USP. A avaliação é feita pela empresa britânica Quasquarelli Symonds (QS). Sobre as métricas avaliativas, as três universidades estaduais paulistas (USP, Unicamp e Unesp) decidiram se unir para desenvolver método próprio para avaliação de desempenho e comparações internacionais, por meio de sistema digital de uso compartilhado e com auditoria prévia. A iniciativa tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).