Notícia

Jornal Cana

Fungos que gostam do calor

Publicado em 01 fevereiro 2019

A biomassa é uma fonte abundante de polissacarídeos - carboidratos compostos por moléculas de açúcares menores - como a celulose, que podem ser utilizados como matéria-prima renovável para a produção de biocombustíveis (como o etanol de segunda geração) e de compostos de química verde (fertilizantes), entre outros.

"O problema é que a conversão desses polissacarídeos em açúcares que podem ser fermentados por via enzimática ainda é um processo lento e de alto custo", disse Fernando Segato, professor na Escola de Engenharia de Lorena da Universidade de São Paulo, na FAPESP Week Belgium, em Bruxelas, realizada em outubro de 2018. Segato falou no evento em Bruxelas sobre o uso de enzimas produzidas por fungos que sobrevivem a temperaturas elevadas na produção de açúcares a partir da biomassa lignocelulósica, composta de lignina, hemicelulose e celulose.

''A produção de biocombustíveis e de outros compostos químicos a partir de materiais renováveis como a biomassa lignocelulósica é diffcil, principalmente por causa de sua resistência, o que dificulta a sua desconstrução. Essa resistência é devida principalmente à presença da lignina. contida na parede celular da planta", disse.