Notícia

FAPEAM - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas

Fundo Newton apoiará pesquisas sobre doenças infecciosas negligenciadas

Publicado em 05 maio 2015

Por Autor não encontrado

Foi lançada no dia 1º de maio uma chamada conjunta entre MRC (Medical Research Council) do Reino Unido, o CONFAP (Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) para apoiar projetos entre brasileiros e britânicos na área de Doenças Infecciosas Negligenciadas. A submissão de propostas encerra no dia 1º de julho.

As propostas devem ter foco em doenças comuns nas classes de baixa renda do Brasil, como: dengue e chicungunha (ou outras doenças transmitidas pelo mesmo vetor), leishmaniose, doença de Chagas, lepra, esquistossomose, infecções intestinais causadas por helmintos, rotavírus e vírus emergentes. Estudos que envolvam HIV, tuberculose e malária não serão contemplados por esta chamada, pois já receberam apoio financeiro em outros editais.

 

Os projetos também devem prever efeitos relevantes no desenvolvimento de prevenção, tratamento, diagnóstico ou controle das doenças negligenciadas no Brasil. Os aspectos que devem ser abordados nas propostas são:

Pesquisa básica, etiológica e exploratória sobre os agentes patogênicos;

Epidemiologia, etnologia e biomarcador;

Pesquisa sobre controle dos vetores das doenças;

Resposta do hospedeiro, desenvolvimento respostas imunológicas;

Pesquisa comportamental, social ou econômica determinante da doença;

Saúde pública, prevenção e assistência social.

 

O Fundo Newton exige que os projetos estejam alinhados com as diretrizes de um documento do Conselho Britânico chamado ODA (Official Development Assistance), organizado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). O documento se concentra em promover o crescimento sustentável dos 34 países que pertencem à OCDE. As propostas selecionadas deverão ser executadas em até 3 anos com limite de recursos em 400 mil libras esterlinas (R$ 1,8 milhão). Serão investidos nesta chamada aproximadamente 4,4 milhões de libras (R$ 20 milhões).

 

Ao todo, 16 FAPs assinaram o termo de adesão à chamada durante o Fórum Nacional do Confap, realizado em março, em Brasília. São elas: Facepe; Fapeal; Fapes; Fapepi; Fapitec; Fundect; Fapesp; FAPEAM; Fapeg; Fapemig; FAPDF; Fapergs; Fundação Araucária; Faperj; Fapesc e Fapeap.

 

Mais detalhes no edital, em inglês: www.mrc.ac.uk/funding/browse/uk-brazil-neglected-infectious-diseases-partnership/

 

Fonte: Assessoria do Confap