Notícia

Araraquara24horas

Fundecitrus abre processo seletivo para pesquisadores

Publicado em 28 junho 2019

Por Comunicação | Fundecitrus

O Fundecitrus abriu processo seletivo para três vagas de pós-doutorado nas áreas de Fitopatologia, Fitotecnia e Entomologia, com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo – FAPESP, no âmbito do projeto temático “Medidas para a redução das infecções primárias no manejo integrado do huanglongbing no cinturão citrícola de São Paulo: viabilidade técnica e econômica”, recentemente aprovado pela FAPESP (processo nº2017/21460-0), sob coordenação do pesquisador do Fundecitrus Renato Beozzo Bassanezi.

O objetivo principal do estudo é avaliar a viabilidade técnica e econômica de medidas disponíveis ao citricultor e que podem ser integradas para a redução das infecções primárias do greening (huanglongbing/HLB). Fora do pomar serão avaliadas medidas aplicadas diretamente no controle da fonte primária de inóculo. Na faixa de borda do pomar, até os primeiros 200 metros a partir da divisa da propriedade, região de maior concentração do psilídeo migrante portador da bactéria oriundo de áreas vizinhas, serão avaliadas medidas para impedir que a dispersão primária alcance o interior do pomar e prevenir a inoculação primária da bactéria pelo psilídeo, impedindo o acesso do vetor à planta ou sua alimentação na planta.

Os bolsistas de pós-doutorado irão realizar suas atividades junto ao departamento de Pesquisa e Desenvolvimento do Fundecitrus, em sua sede em Araraquara/SP. As bolsas terão duração de 24 meses, prorrogáveis por até 24 meses, a depender do desempenho do bolsista, o qual será avaliado anualmente de acordo com as normas da FAPESP.

O candidato selecionado receberá bolsa de pós-doutorado da FAPESP e está prevista ainda a reserva técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa que tem o objetivo de atender as despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa. Caso o bolsista resida em domicílio em outro município e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderá ter direito a um auxílio instalação.

Os candidatos deverão ter concluído o doutoramento há menos de sete anos. Os demais requisitos necessários para a candidatura exigidos pela FAPESP poderão ser consultados em http://www.FAPESP.br/bolsas/pd.

Obrigações do candidato

Dedicar-se exclusivamente ao projeto de pesquisa (exceto mediante autorização da FAPESP, nas condições previstas na Portaria PR n. 05/2012); Não receber bolsa de outra entidade, salário ou remuneração decorrente do exercício de atividades de qualquer natureza (exceto mediante autorização da FAPESP, nas condições previstas na Portaria PR n. 05/2012); Apresentar relatórios científicos e relatórios de aplicação dos recursos de reserva técnica dentro dos prazos previstos no Termo de Outorga (TO), acompanhados da documentação solicitada;

Importante: a não observância dessas normas e das obrigações descritas em http://www.FAPESP.br/bolsas/pd implica no cancelamento da bolsa e na restituição dos pagamentos já efetuados pela FAPESP, em valores atualizados.

O candidato deve estar disponível para iniciar o Pós-doutorado assim que o Termo de Outorgada da FAPESP for assinado. Início estimado em 1 de setembro de 2019.

Inscrição

As inscrições devem ser feitas até 31 de julho de 2019, exclusivamente por e-mail, com documentos anexos em formato PDF, para o pesquisador Renato Beozzo Bassanezi ( renato.bassanezi@fundecitrus.com.br), pesquisador responsável pelo projeto, como assunto “Pós-doutorado – Fitopatologia”, “Pós-doutorado – Entomologia” ou “Pós-doutorado – Fitotecnia”, conforme a área de interesse do candidato.

Os documentos necessários serão:

Currículo Lattes (candidatos brasileiros) ou Curriculum Vitae (candidatos não brasileiros); Cópia do certificado de Doutorado; Carta explicando o interesse pela posição e as qualificações para participar do projeto. Cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida.

Processo seletivo

Avaliação do perfil dos candidatos por meio da análise dos documentos enviados (fase eliminatória); e Entrevista com os candidatos selecionados (presencial ou por vídeoconferência), nas quais as habilidades serão verificadas e outros aspectos poderão ser discutidos.

O resultado será divulgado por e-mail ao final do processo seletivo.

Atividades específicas para cada candidato:

Bolsista em Fitopatologia (Epidemiologia de Doenças de Plantas)

O bolsista estará envolvido em quatro subprojetos, avaliando o efeito de diferentes estratégias de manejo aplicadas nos talhões de citros localizados na borda do pomar sobre a dispersão e incidência do inseto e da doença. As estratégias avaliadas serão a erradicação ou manutenção das plantas com HLB na faixa de borda; pulverizações de inseticidas nas plantas do entorno dos talhões na incidência da doença; aplicação semanal de inseticidas de contato em diferentes larguras de faixa de borda; e aplicação semanal de inseticidas de contato em ruas alternadas como alternativa à aplicação quinzenal em área total nos talhões.

Nestes subprojetos, o bolsista irá desenvolver atividades de implantação condução e coordenação de experimentos de campo e análise de dados, com ênfase à análise estatística e análise temporal e espacial de epidemias de greening sob diferentes estratégias de manejo da doença.

Portanto, é imprescindível que o candidato tenha os seguintes requisitos:

Pós-graduação em Fitopatologia, preferencialmente na área de Epidemiologia e Manejo de doenças de plantas; Conhecimento e habilidade prática em análise estatística experimental; Conhecimento e habilidade prática em técnicas de análise temporal (ajustes de modelos matemáticos) e espacial (análise de gradiente doença e técnicas de geoestatística) de doenças de plantas; Habilidade na confecção de gráficos, tabelas e relatórios; Habilidade em redação de artigos científicos.

Habilidades pessoais: espera-se que o candidato demonstre capacidade de trabalhar em equipe, ter independência e pró-atividade para desenvolver o trabalho, ser comunicativo e ter proficiência em inglês. Deve apresentar Carteira Nacional de Habilitação categoria B, pois o plano de trabalho implica em disponibilidade para viagens constantes a campo.

Bolsista em Entomologia Agrícola

O bolsista estará envolvido em dois subprojetos, avaliando o efeito individual e conjunto do uso do plantio-isca e do caulim processado na população de Diaphorina citri, na incidência de plantas com HLB, no desenvolvimento das plantas de citros e na produção de laranja em pomares comerciais.

Nestes subprojetos, o bolsista irá desenvolver atividades de implantação, condução e coordenação de experimentos de campo e análise de dados. As avaliações incluem população do psilídeo, desenvolvimento e produção de árvores de citros (tratadas ou não com caulim processado), além da sua relação ao progresso do HLB e à dispersão do seu inseto vetor.

Portanto, é imprescindível que o candidato tenha os seguintes requisitos:

Pós-graduação em Entomologia; Preferencialmente tenha conhecimento sobre o patossistema huanglongbing-citros-psilídeo; Conhecimento e habilidade prática em análise estatística experimental; Habilidade na confecção de gráficos, tabelas e relatórios; Habilidade em redação de artigos científicos em inglês.

Habilidades pessoais: espera-se que o candidato demonstre capacidade de trabalhar em equipe, ter independência e pró-atividade para desenvolver o trabalho, ser comunicativo e ter proficiência em inglês. Deve apresentar Carteira Nacional de Habilitação categoria B, pois o plano de trabalho implica em disponibilidade para viagens constantes a campo.

Bolsista em Fitotecnia (Produção Vegetal)

O bolsista estará envolvido em dois subprojetos, avaliando o efeito de práticas de manejo de citros como poda, densidade e direção de plantio e uso de porta-enxertos ananicantes sobre o progresso da doença.

Nestes subprojetos, o bolsista irá desenvolver atividades de implantação, condução e coordenação de experimentos de campo e análise de dados, as avaliações incluem fenologia, produção e qualidade de frutos de citros, além da sua relação com a dispersão do vetor e com o progresso do HLB.

Portanto, é imprescindível que o candidato tenha os seguintes requisitos:

Pós-graduação em Fitotecnia ou Produção Vegetal, preferencialmente com ênfase em citricultura; Preferencialmente conhecimento sobre o patossistema huanglongbing-citros-psilídeo ou de outras doenças de citros disseminadas por vetores; Preferencialmente conhecimento sobre fenologia de citros ou de fruteiras perenes; Conhecimento e habilidade prática em análise estatística experimental; Habilidade na confecção de gráficos, tabelas e relatórios; Habilidade em redação de artigos científicos.

Habilidades pessoais: espera-se que o candidato demonstre capacidade de trabalhar em equipe e em condições de campo, ter independência e pró-atividade para desenvolver o trabalho, ser comunicativo e ter proficiência em inglês. Deve apresentar Carteira Nacional de Habilitação categoria B, pois o plano de trabalho implica em disponibilidade para viagens constantes a campo.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Agrolink A Cidade On (São Carlos, SP)