Notícia

Agrosoft

Fundação Bunge premiará trabalhos em crítica literária e em recursos hídricos e agricultura

Publicado em 14 abril 2013

Crítica Literária e Recursos Hídricos e Agricultura foram os temas selecionados para a 58ª edição do Prêmio Fundação Bunge. Quatro profissionais serão premiados: dois na categoria Vida e Obra (com prêmios de R$ 135 mil) e dois na categoria Juventude (R$ 50 mil), para indicados de até 35 anos.

Universidades e entidades voltadas à pesquisa e ao estudo acadêmico podem indicar seus candidatos até 30 de maio de 2013. Além do dinheiro, os vencedores ganharão medalha de ouro ou de prata e diplomas em pergaminho.

Criado pela Fundação Bunge em 1955, o prêmio tem como objetivo incentivar a inovação em várias áreas do conhecimento, homenagear o poder transformador dos indivíduos na sociedade e estimular novos talentos.

Uma comissão técnica composta por cinco membros em cada área de premiação -- um deles do exterior -- seleciona os pesquisadores na categoria "Vida e Obra", indicando-os para a decisão do grande júri, formado por representantes de entidades científicas e culturais e reitores, sob a direção do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. No caso dos jovens talentos, a comissão técnica escolhe diretamente os homenageados do ano.

O anúncio dos vencedores será feito em 26 de julho. No dia 27 de agosto, haverá o Café Literário do Prêmio Fundação Bunge, na sede da Fapesp, em São Paulo (SP), com os contemplados na área de Crítica Literária, jornalistas, escritores, críticos literários e representantes de editoras.

A cerimônia de premiação ocorrerá no dia 1º de outubro no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Em 2 de outubro, a Fundação Bunge, em parceria com a Fapesp, promoverá um seminário internacional sobre Recursos Hídricos e Agricultura, também na sede da Fundação.

O presidente do conselho administrativo da Fundação Bunge é Jacques Marcovitch, ex-reitor e professor da Universidade de São Paulo (USP). Entre os integrantes do conselho estão Celso Lafer, Eduardo Moacyr Krieger e Carlos Henrique de Brito Cruz, respectivamente, presidente, vice-presidente e diretor científico da Fapesp.

FONTE

Agência Fapesp