Notícia

Revista Museu

Fotos inéditas do Última Hora

Publicado em 03 setembro 2010

SÃO PAULO, São Paulo - O Arquivo Público do Estado de São Paulo disponibilizou na internet um lote com 54.385 novas imagens originárias do acervo de negativos fotográficos do Última Hora.

Muitas das imagens reproduzidas e digitalizadas são inéditas, ou seja, foram produzidas pelos fotógrafos do jornal, mas, no processo de edição e fechamento das reportagens, acabaram não sendo reveladas e publicadas.

Também entraram no site mais 1.007 ilustrações publicadas pelo Última Hora, que circulou de 1951 a 1971, sob a direção de Samuel Weiner (1910-1980).

O Fundo Última Hora, parte do acervo do Arquivo do Estado, é composto por 166 mil fotografias, 500 mil negativos, 2.223 ilustrações e uma coleção de edições do jornal em papel e microfilme. O fundo está sob a guarda do Arquivo desde 1990.

Para acompanhar o crescimento do acervo digital, o site precisou ser reformulado. Foram acrescentadas ferramentas de pesquisa com os campos "período", "autor" e "palavra-chave", facilitando a busca.

As ilustrações também oferecem importantes pistas para o estudo da época, e principalmente da importância do Última Hora no processo de modernização da imprensa brasileira.

Ao contratar os serviços de ilustradores e chargistas como Caulus e Leon Eliachar e oferecer aos desenhos espaço até na primeira página, o jornal apostou na valorização da parte visual e estética, de forma inédita no país até então. No site, o internauta pode pesquisar ilustrações e caricaturas por período, autor e título.

Produzido entre 1950 e 1969, em negativo flexível e papel de gelatina e prata, o material que chega agora ao site provém do Setor de Arquivo Técnico (antigo Departamento de Arquivo Fotográfico) do jornal, no Rio de Janeiro.

O objetivo final do Arquivo do Estado é digitalizar todos os negativos. Segundo o Arquivo, a urgência na reprodução do acervo fotográfico se deve porque o negativo é de difícil consulta, frágil, vulnerável à deterioração própria do material plástico (nitrato ou acetato de celulose) e a interferências externas como poluição, variações de temperatura e umidade.

As imagens resultantes podem ser usadas livremente para fins didáticos, desde que sejam citados fonte e crédito do autor da foto.

Mais informações: www.arquivoestado.sp.gov.br/uhdigital

Fonte: Agência FAPESP