Notícia

Da Hora Bataguassu

Fósseis encontrados no Porto de Ladário atraem pesquisadores internacionais

Publicado em 04 abril 2017

Os fósseis de Corumbella — animal invertebrado que existiu há de 550 milhões de anos — e Cloudina — um dos primeiros animais com esqueleto mineralizado — encontrados no Porto de Ladário têm atraído estudiosos para o município que já faz parte da rota de pesquisa internacional.

Segundo as informações divulgadas pela assessoria de imprensa da prefeitura da cidade, os fósseis confirmam que o início da vida complexa foi preservado na região, há 540 milhões de anos. No local, também foram encontradas cinzas vulcânicas, comprovando que a planície pantaneira, um dia, foi vulcanizada.

O professor Ricardo Trindade, da Universidade de São Paulo (USP) explica que a pesquisa ainda está na fase inicial. “Serão feitos furos de sondagem para coletar material”. Ele está em Ladário ao lado de grupo de profissionais da universidade paulista.

“A intenção é detalhar quais as condições da terra quando as Corumbellas e Claudinas viviam”, disse Ricardo, ao afirmar que a pesquisa é um trabalho muito grande a ser desenvolvido na região. “É um projeto internacional que reúne geólogos, geofísicos, paleontólogos, químicos e biólogos do Brasil, França, Alemanha, Estados Unidos, Inglaterra e China”, detalhou Ricardo.

Nesta primeira incursão, os pesquisadores pesquisam fósseis desde o Porto de Ladário até a Sobramil.

O estudo é sobre os traços químicos deixados em rochas do Brasil, da África e da China, durante a grande transição biológica que deu origem aos animais.

Ladário, segundo a pesquisa, é um dos poucos pontos no mundo onde há essas ocorrências fósseis e de cinzas vulcânicas e por este motivo está no cenário internacional da pesquisa. As descobertas devem atrair estudiosos do mundo todo para o município da fronteira oeste brasileira, que tem 22 mil habitantes e está localizado na região do Pantanal.

“As barrancas do Rio Paraguai entre Ladário e Corumbá podem guardar a resposta para um dos maiores mistérios da Ciência - o rápido aparecimento dos seres complexos. Pelos fósseis, sabemos que as primeiras formas de vida no planeta Terra eram pequenas e simples bactérias, seres unicelulares. Mas a partir de um certo momento da história do planeta surgem os seres pluricelulares, que depois vão dar origem a toda a fauna e flora complexa que conhecemos, inclusive a nós, os seres humanos. Quando e porquê este salto evolutivo aconteceu? Não sabemos e há poucos lugares no mundo onde podemos procurar a resposta. Um deles é aqui, em Ladário e Corumbá”, finalizou o professor.

Esta pesquisa é financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

 

Redação
Correio do Estado

Redação

Correio do Estado