Notícia

Unesp

Fórum debate ações para fortalecer a pesquisa na Universidade

Publicado em 04 maio 2012

 

Os presidentes das comissões permanentes de pesquisa das unidades universitárias participam hoje (04/05) de um fórum para a discussão de novos parâmetros de atuação dessas comissões para o fortalecimento da pesquisa na Unesp. O evento, organizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa (Prope), é realizado no Hotel San Raphael, no Centro da capital paulista, a partir das 8h30.

Entre os temas a serem debatidos no “I Fórum dos Presidentes das Comissões de Pesquisa”, está a implantação de uma política multiusuários de equipamentos de grande porte na Universidade. Com a efetivação dessa política, pesquisadores e estudantes de toda a Unesp, como de outras instituições, poderiam usar grandes e sofisticados equipamentos adquiridos por laboratórios ou grupos de pesquisa de uma unidade.

Segundo a professora Maysa Furlan, assessora da Prope, essa ação permitiria que a comunidade científica usufruísse mais de instrumentos muito caros e que possibilitam uma maior precisão dos resultados obtidos. “Com essa política, pretendemos ampliar a colaboração e o intercâmbio entre os grupos de pesquisa da Universidade e com outras intituições, fortalecendo ações inter e multidisciplinares”, explica.

Nos últimos anos, a Unesp tem adquirido muito desses equipamentos, por meio de editais da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e do Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), empresa ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, do governo federal.

Um outro aspecto a ser debatido pelos presentes é a participação mais efetiva das comissões na busca por intercâmbios internacionais de projetos de pesquisa em cada uma das unidades.

Para auxiliar os professores no debate, o pró-reitor de Pesquisa da Unicamp, Ronaldo Aloise Pilli, fará uma palestra. Ele apresentará os programas de sua instituição que focaram no aumentar do impacto da produção científica dos pesquisadores.

As comissões

As comissões permanentes de pesquisa são formadas por professores participantes de grupos de pesquisa e também dos programas de Pós-graduação da universidade. E ela pode ter também representantes de servidores técnico-administrativos e de alunos Entretanto, sua conformação é definida pelas congregações das unidades, e deve respeitar a proporção de 70% de cadeiras sendo ocupadas por docentes.

Suas atividades e responsabilidades são determinadas pelas congregações e podem variar de instituto para instituto. Por exemplo, na Faculdade de Medicina, Câmpus de Botucatu, a comissão incentiva o jovem pesquisador, privilegiando a participação ativa de alunos em projetos de pesquisa; fornece subsídios para incrementar o desenvolvimento de pesquisas; estimula e auxiliar na organização de projetos e divulgação das pesquisas realizadas; ajuda na obtenção de bolsas especiais de pesquisa em categorias diversas, principalmente no nível de iniciação científica; fomenta a formação de Grupos de Pesquisadores; promove congressos, simpósios, seminários e intercâmbios.

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa