Notícia

Téchne

Formação prática

Publicado em 11 maio 2003

Um encontro entre o presidente do SindusCon-SP, Artur Quaresma Filho, os diretores da Poli-USP, Vahan Agopyan, do Mackenzie, João Virgílio Merighi, do Instituto Mauá, Ignácio Moriguchi, da Faap, Luiz Roberto Sobreira de Agostini e o diretor presidente da Fapesp, Francisco Romeu Landi teve como objetivo estabelecer uma parceria entre as empresas e as universidades. O foco das ações em conjunto seria tanto o aprimoramento da formação profissional como o desenvolvimento de temas de interesse do setor empresarial para a área de pesquisa e desenvolvimento. A parceria proposta busca formar engenheiros com foco na produção e sanar as falhas encontradas no conhecimento técnico e de conceituação, na capacidade gerencial e no comportamento profissional. Também foram identificadas algumas conseqüências provocadas por tais falhas, como centralização de decisões e responsabilidade nas empresas, gastos elevados em treinamentos, baixa produtividade, erros técnicos, dificuldades de gerenciar custos, prazos e qualidade, desgaste no trato com clientes e fornecedores e lentidão na tomada de decisões. Para a área de pesquisa e desenvolvimento, é necessário, segundo as empresas, conhecimento mais detalhado sobre as necessidades e dificuldades empresariais no setor. Algumas soluções apontadas no encontro: - Discussão acerca das necessidades da sociedade quanto aos profissionais de engenharia - Atualização dos docentes, métodos de ensino e literatura utilizados - Visitas aos canteiros de obras e trabalhos orientados - Estágios específicos e acompanhados - "residência" de área - Palestras das empresas construtoras nas universidades - Revisão e incorporação das abordagens de recursos humanos e tecnologia atual - Aulas com dirigentes de empresas construtoras, projetistas, consultores e fornecedores - Flexibilização do currículo de acordo com as escolhas dos alunos - Incentivo às avaliações por parte dos ex-alunos