Notícia

Dentistry

FO-USP testa aparelho para detectar câncer de boca

Publicado em 17 março 2011

Um novo aparelho para detectar o câncer de boca está sendo testado na Faculdade de Odontologia (FO) da USP. O Velscope é único na América Latina e foi adquirido do Canadá no final de agosto de 2010. O equipamento vem sendo utilizado na Clínica Odontológica da FO em pacientes com lesões suspeitas de malignidade (lesões ulceradas que não cicatrizam em até 15 dias e lesões brancas que não saem com raspagem).

O objetivo é verificar o quanto, de fato, ele auxilia na localização de um possível tumor maligno. Diferentemente de outro aparelho em estudo no Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), o Velscope funciona por fluorescência-clínica.

A mucosa é exposta à luz, com um comprimento de onda específico, e os tecidos displásicos, aqueles com potencial a serem câncer, refletem a luz de maneira diferente e aparecem mais escuros. O aparelho no HC funciona por outro método: um laser escaneia a região e as imagens ampliadas podem ser analisadas. Ambos, porém, podem ser utilizados em uma consulta simples, já que os métodos não são invasivos, não necessitando de anestesias ou cortes.

Os orientadores da pesquisa professores Celso Augusto Lemos Júnior e Norberto Nobuo Sugaya, ressaltam que o principal objetivo é encontrar evidências científicas que indiquem se o aparelho é, realmente, uma ferramenta que facilita e acelera o diagnóstico. "Queremos testar o quanto ele pode auxiliar a escolher a área mais adequada da biópsia".

Embora o estudo esteja em seu início, ainda como método auxiliar, o aparelho pode ser vantajoso embora não dê um diagnóstico final e preciso, ajuda a demarcar a área onde a biópsia deverá ser feita.

A pesquisa, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), é uma tese de doutorado da cirurgiã- dentista Rita de Cássia Araújo Rocha e deve estar concluída em dois anos.

USP