Notícia

Portal Exame

Físicos propõem modelo para detectar férmion de Majorana

Publicado em 17 novembro 2014

Por José Tadeu Arantes, da Agência FAPESP
São Paulo – Em 1938, Ettore Majorana, um físico italiano de 31 anos, desapareceu sem deixar vestígios. Seu orientador, Enrico Fermi, que naquele mesmo ano ganhou o prêmio Nobel de Física, o comparou ao inglês Isaac Newton (1643-1727), posicionando-o vários degraus acima dos maiores expoentes de uma época fértil em gênios científicos. As habilidades matemáticas de Majorana eram prodigiosas. Costumava esboçar proposições teóricas sofisticadas em maços de cigarro, que, depois, amassava e jogava fora, classificando aqueles [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.