Notícia

Planeta Universitário

Fios cortantes: arquitetura e design no Brasil dos anos 1950-60

Publicado em 04 janeiro 2011

O Centro Universitário Maria Antonia da Universidade de São Paulo (USP) promoverá, de 1º a 3 de fevereiro, o encontro “Fios cortantes: arquitetura e design no Brasil dos anos 1950-60”, com Ana Luiza Nobre, professora da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. Um dos objetivos do encontro é promover uma reflexão sobre a experiência moderna no Brasil partir da arquitetura e do design em sua formulação construtiva. “Vertente construtiva: origens e desdobramentos. Werkbund, Bauhaus, Ulm: o mundo como projeto” (dia 1º), “Concretismo, Neoconcretismo: campo de tensões. Estruturação e profissionalização do design no Brasil. Arquitetura, industrialização e projeto industrial” (dia 2) e “Brasília: síntese ou limite? Sergio Bernardes, Lina Bo Bardi, Aloísio Magalhães: racionalismo e experimentalismo. Indagações e questões contemporâneas” (dia 3) serão as palestras do evento.Ana Luiza publicou Carmen Portinho: o moderno em construção (Relume Dumará, 1998) e é uma das autoras de Um modo de ser moderno: Lucio Costa e a crítica contemporânea (Cosac Naify, 2004).

As inscrições para o encontro devem ser feitas na Sala de Cursos do Maria Antonia, de segunda a sexta, das 10 às 18 horas. Estudantes e professores têm 20% de desconto e idosos 40%.

As palestras ocorrerão das 20 às 22 horas e serão realizadas no Centro Universitário Maria Antonia, na rua Maria Antonia nº 294, Consolação, na capital paulista.

Mais informações: www.usp.br/mariantonia, cursosma@usp.br ou(11) 3123 5213 / 5214

Agência FAPESP