Notícia

Diário do Comércio (SP)

Finep oferece opções para MPEs

Publicado em 07 fevereiro 2011

O micro e pequeno empresário também poderá buscar recursos com a Financeadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência e Tecnologia. "Trabalhamos com todos os portes de empresa, mas há programas que atendem ao pequeno empresário - alguns deles reembolsáveis", afirmou o chefe do departamento de acompanhamento de projetos da fundação, Mauricio Alves Syrio.

Ele explicou que, na linha de subvenção nacional (não-reembolsável), 80% demanda é gerada pelas pequenas empresas, especialmente as envolvidas com projetos de tecnologia da informação (TI)

"São projetos de inovação e os empresários se candidatam via editais", explicou. É no edital que estará definido o limite máximo de financiamento da linha. O de 2011 ainda será publicado. No ano passado, contou Syrio, o teto foi de R$ 10 milhões.

Os interessados podem acompanhar a publicação dos editais pelo site da instituição (www.finep.gov. br) ou pelo seu endereço np twitter. O documento também define os percentuais de contrapartida da empresa que pleiteia os recursos, conforme o porte do negócio. Em 2010, empreendimentos com faturamento anual menor ou igual a R$ 2,4 milhões, por exemplo, arcavam com 10% do valor do projeto.

Lançamento - Na modalidade não-reembolsável, a Finep também oferece a Pappe Subvenção, linha operada de forma descentralizada por parcerias estabelecidas em cada estado. "Ela é mais voltada para desafios de uma região, e o limite de subvenção varia conforme o estado", explica Syrio.

Ele conta que a Finep está prestes a lançar a Pappe subvenção em São Paulo, por meio de parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Com o mesmo perfil, a Pappe Integração atende estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Outra opção de subvenção não-reembolsável é a Primeira Empresa Inovadora (Prime). Segundo Syrio, a ideia não é a de apoiar ò projeto, mas estruturar a empresa. São Paulo está entre ps 17 estados contemplados coma Prime.

As linhas reembolsáveis da Finep (Programa Inova Brasil e Programa Juro Zero, por exemplo) também são abertas às pequenas empresas, mas, por requererem garantias, nem sempre são acessíveis. A fundação também ajuda na criação de fundos de investimentos e prepara o empreendimento para entrar no mercado. (FL)