Notícia

Folha de Dourados online

Final brasileira da competição G-BIB, na FAPESP, seleciona projeto inovador em biocombustíveis

Publicado em 02 julho 2017

A FAPESP vai sediar em 3 de julho a etapa final brasileira da Global Biobased Business Competition (G-BIB), concurso para seleção de modelos de negócios baseados na produção sustentável nas áreas de biocombustíveis e biomateriais. A competição envolve equipes de estudantes de mestrado e doutorado em universidades na Alemanha, Holanda e Brasil.

Participam da etapa final brasileira as equipes LBMP4561 Biopigments, da Universidade Estadual Paulista (Unesp); LCAlive, BIOPOLCASTOR e TechMill, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); BIoT Gas e SILWA, ambas da Universidade de São Paulo (USP); SANergya, da Universidade de Taubaté (Unitau); e UNESP Ventures for Biofuels.

O melhor projeto será selecionado pelo júri após apresentações dos planos de negócios das oito equipes finalistas. Cada equipe é composta por, no mínimo, dois estudantes de mestrado ou doutorado e um orientador de suas respectivas universidades ou instituições de pesquisa.

A etapa final internacional e anúncio do vencedor da G-BIB, selecionado entre os finalistas nos três países, será realizada durante a Brazilian BioEnergy Science and Technology Conference (BBEST) 2017 – evento promovido pelo Programa FAPESP de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN) entre os dias 17 e 19 de outubro, em Campos do Jordão, São Paulo. A equipe vencedora receberá um prêmio no valor de € 10 mil para executar o projeto de negócio que desenvolveu.

O objetivo do G-BIB é estimular o empreendedorismo e a inovação com projetos nas áreas de biocombustíveis e biomateriais por meio da estruturação de modelos de negócios que transforme as ideias em produtos, processos e serviços de interesse de mercado.

O G-BIB é uma iniciativa do BioInnovation Growth mega-cluster (BIG-C) - um consórcio de instituições públicas e privadas líderes em biocombustíveis da Alemanha, Holanda e Bélgica. O objetivo do consórcio é organizar e integrar as iniciativas em bioeconomia – economia que reúne setores que utilizam recursos biológicos de forma sustentável nesses países europeus.