Notícia

Portal de Camaquã

Festival Cinema Negro em Ação presta homenagem a Jeferson De

Publicado em 08 outubro 2021

Evento acontece em formato híbrido de 20 a 27 de novembro, como parte das comemorações do Cinquentenário do Dia da Consciência Negra

O multipremiado cineasta Jeferson De é um dos homenageados da segunda edição do Festival Cinema Negro em Ação. O evento realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) e do Instituto Estadual de Cinema (Iecine), acontece em formato híbrido de 20 a 27 de novembro, como parte das comemorações do Cinquentenário do Dia da Consciência Negra.

Natural de Taubaté, interior de São Paulo, Jeferson De é formado em Cinema pela USP, onde foi bolsista da FAPESP com a pesquisa "Diretores Cinematográficos Negros". É fundador da produtora Buda Filmes. Em 2000, publicou o manifesto "Dogma Feijoada", uma análise histórica sobre a produção audiovisual dos negros no Brasil. Dirigiu os curtas "Distraída para a morte" (2001), "Carolina" (2003) e "Narciso Rap" (2005).

Ainda em 2005, lançou o livro "Dogma Feijoada e o Cinema Negro Brasileiro". Jeferson De foi editor e finalizador de projetos na MTV e no SBT. Produziu os programas "Brasil Total" e "Central da Periferia", na TV Globo, e dirigiu os programas "Tramavirtual" e "Conexões Urbanas", no canal Multishow.

O primeiro longa-metragem de Jeferson D, "Bróder" (2010), estreou no Festival de Berlim. Em 2013, dirigiu, na TV Cultura, a série "Pedro e Bianca", vencedora do Emmy Kids Awards. Já em 2014, dirigiu a série "Condomínio Jaqueline", exibida pela Fox e pela TV Cultura, e apresentou o programa "Mais Direitos, Mais Humanos", na TV Brasil.

Seu segundo longa, "O Amuleto", estreou em 2015. No ano seguinte, dirigiu a comédia "Correndo Atrás", baseada no livro de Hélio de La Peña. Na TV, dirigiu a série infanto-juvenil "Escola de Gênios". Em 2019, foi um dos diretores da novela "Bom Sucesso", na Rede Globo. Em 2020, lançou "M-8", Melhor Filme/Júri Popular no Festival do Rio. Neste ano de 2021, Jeferson De lançou o longa "Doutor Gama", sobre o abolicionista Luiz Gama.

A cineasta Camila de Moraes, idealizadora e curadora do Festival Cinema Negro em Ação, destaca que a homenagem é um reconhecimento à contribuição de Jeferson De ao audiovisual e à cultura brasileira. "O Festival Cinema Negro em Ação foi construído sob o alicerce de três pilares que são a trajetória no audiovisual, a ação coletiva, e o contemporâneo. Seguindo essa linha, o evento homenageia pessoas e famílias envolvidas em cada eixo da nossa história", explica a curadora, que deve anunciar em breve os demais homenageados da edição 2021.

O anúncio das produções selecionadas para a mostra competitiva do 2º Festival Cinema Negro em Ação, nas categorias videoclipe, videoarte, curta-metragem e longa-metragens acontece no dia 15 de outubro, às 11h, pela TVE-RS e pelas redes sociais da CCMQ. O festival acontece entre os dias 20 e 27 de novembro de 2021, em formato híbrido, com exibições das obras selecionadas pela TVE-RS e pela plataforma #CulturaemCasa, de São Paulo.

Os filmes concorrentes também serão exibidos presencialmente na Cinemateca Paulo Amorim, na Casa de Cultura Mario Quintana, onde também ocorre a Mostra Jeferson De, com a filmografia do homenageado.