Notícia

Jornal de Piracicaba

Festa de Tanquinho é conhecida no Estado

Publicado em 10 março 2005

A 31ª Festa do Milho Verde de Tanquinho prossegue no próximo fim de semana com a programação repleta de shows musicais. A festa, além de vender as delícias feitas com o cereal, tem trazido incentivos a pequenos e médios produtores da região. Cerca de 10 toneladas de alimentos produzidos com milho foram consumidos nos dois primeiros dias do evento, 5 e 6 de março.
De acordo com José Albertino Bendassolli, coordenador da festa e presidente do Centro Rural de Tanquinho, cerca de 32 mil pessoas compareceram no primeiro fim de semana. "Agora estamos esperando um número maior de visitantes, já que o primeiro foi um sucesso", conta. A festa é uma realização do Centro Rural de Tanquinho e Prefeitura de Piracicaba. Conta com apoio do Jornal de Piracicaba.
O consumo de milho foi de 2.500 dúzias, sendo vendidas 6.000 pamonhas, 1.500 bolos e 2.500 espigas de milho cozido, entre outros. Na festa, segundo Bendassolli, os preços dos produtos são reduzidos e podem ser encontrados quitutes caseiros, preparados na hora pelas cozinheiras do bairro rural de Tanquinho.
"Aqui a pessoa vai encontrar a verdadeira e famosa pamonha de Piracicaba", conta. No local, pode-se encontrar ainda produtos como curau, bolo de milho, suco de milho, milho cozido, cuscuz com milho e frango, sopa de milho, além de salgados como coxinha, rissoles, empadas, pastel, sorvete, lanches, pizzas, entre outros.
O evento, que faz parte do calendário Turístico do Estado de São Paulo e é um dos maiores do Estado no gênero, teve sua primeira edição em 1975, e que contou com a presença de 10 mil pessoas. No ano passado, foram consumidas 35 toneladas de milho, algo em torno de 100 mil espigas.
Para Bendassolli, este evento é de fundamental importância para o Centro Rural, onde ocorre a festa, e para a comunidade do bairro de Tanquinho, além das áreas circunvizinhas. "Além de garantir recursos para o desenvolvimento de serviços à comunidade de Tanquinho e bairros vizinhos, com cerca de 5.000 pessoas, a festa divulga um dos mais importantes cereais produzidos no Estado e que constitui uma das principais fontes energéticas", destaca.
Atualmente, há um projeto em andamento pela comunidade para processar, diariamente, duas toneladas de milho verde. O objetivo é a formação de uma cooperativa para fortalecer os produtores e gerar trabalho e renda. Cerca de 20 hectares de milho já foram plantados objetivando a cadeia produtiva do milho. A idéia é garantir qualidade de vida à população, fixando as famílias na região rural de Tanquinho.
A equipe que prepara os produtos de milho verde vem recebendo capacitação por intermédio do curso "Sabor e Qualidade" oferecido pelo Sebrae, dentro do projeto da cadeia produtiva do milho, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), coordenado por Marta Spoto da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP).
O Centro Rural de Tanquinho é um dos poucos ativos mesmo 35 anos após sua criação, pelo Governo Abreu Sodré. O local ocupa espaço de 30 mil metros quadrados e tem 4.300 metros quadrados de área construída. O Centro dispõe de posto de saúde com atendimento médico e odontológico que soma mais de 5.000 consultas anuais e atua também na área da educação, inclusive na pré-escola.

Serviço - A Festa do Milho Verde de Tanquinho continua sábado, das 11h às 4h, e domingo, das 10h30 às 22h. O local é o Centro Rural de Tanquinho, bairro rural do município de Piracicaba, a 18 quilômetros de Rio Claro ou Limeira. O acesso ao evento é pela SP-127, Rodovia Fausto Santomauro (Piracicaba - Rio Claro), no quilômetro 14,5. A entrada é franca.

Programação - No sábado, dia 12, a festa inicia às 11h com o almoço tradicional de porco no rolete. Depois, a partir das 14h30, haverá baile da Terceira Idade com o Musical Novo Tok. Às 20h30, terá show com Thaissa e André e em seguida entram no palco, Roger e Ramon e banda, Lourenço e Tabai e depois o grupo Oklahoma.
No domingo, dia 13, o almoço self-service típico, com porco no rolete começa, às 10h30. Em seguida, o show é da banda Terra, seguida pela dupla André e Rodrigo e finalizando com a banda Celebration.

Preços - Confira os preços de alguns produtos oferecidos na 31ª Festa do Milho Verde de Tanquinho. O pedaço do bolo custa R$ 1,50; curau pequeno R$ 1,50; milho cozido (espiga) R$ 1; pamonha R$ 2; bolo grande e curau grande R$ 5 cada; cerveja lata 2; refrigerante lata R$ 1,50; suco R$ 1,50; cuscuz R$ 1,50 e dúzia de milho na palha será vendida a R$ 3.