Notícia

Amanhã online

Federação das "Ideias" do Estado do Paraná

Publicado em 02 setembro 2009

Ronald Dauscha, diretor do recém-criado Centro de Inovação da Fiep, fala sobre os desafios de gerir uma instituição que fomenta ideias. E garante: "Faremos da Fiep uma grande concessionária de inovação"

No final de agosto, a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) lançou um novíssimo "Centro de Inovação". Localizado no Cietep, em Curitiba, o empreendimento funciona como uma concessionária de inovação - dotada de laboratórios e serviços que podem ajudar as empresas paranaenses a desenvolver iniciativas de diferenciação. "O principal objetivo é detectar as principais deficiências e demandas das indústrias, disponibilizando os produtos e serviços necessários para cada uma", explica Ronald Dauscha, diretor do Centro. Além da estrutura física, também foi criado um portal, o Rede de Inovação (www.redeinovacao.org.br). Com ele, o Centro de Inovação poderá compartilhar e multiplicar o conhecimento em processos inovadores - tudo dentro do conceito de web 2.0, "Damos muito valor às contribuições", diz Dauscha.

Portal AMANHÃ - A iniciativa de criar o Centro de Inovação e o Portal de Inovação é da Fiep ou da CNI?

RONALD DAUSCHA - O idealizador do Centro de Inovação é a própria Fiep, quando definiu como um dos seus imperativos estratégicos a inovação - no sentido mais amplo, como um meio de alavancar os empreendimentos das indústrias do Paraná. Mais recentemente, a CNI lançou o Movimento Empresarial para a Inovação, também coordenado pelo presidente da Fiep, Rodrigo da Rocha Loures, seguindo a mesma linha de fomentar a inovação pelo lado do setor privado.

Portal AMANHÃ - Até que ponto a construção de um Centro de Inovação regional representa um pioneireirismo?

DAUSCHA - Vários estados têm sistemas de inovação muito ativos, o que é muito bom para o Brasil. Podemos citar Santa Catarina, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, entre outros. Sem falar em São Paulo, impulsionado fortemente pela Fapesp. O Paraná está construindo, através da Fiep, um sistema integrado de inovação para suas indústrias que visa a desenvolver empresas de diferentes graus de maturidade. Em nosso caso, estamos preocupados em dar apoio diferenciado às empresas que não sabem o que é inovação, para as que querem começar a inovar, para as que já inovam - mas de maneira não totalmente estruturada - e para as que inovam com profissionalização e, em alguns casos, até exportam.

Portal AMANHÃ - Qual o objetivo maior do centro e do portal?

DAUSCHA - O principal objetivo é detectar as deficiências e demandas em inovação das indústrias, disponibilizando os produtos e serviços necessários para cada uma. Faremos da Fiep uma grande concessionária de inovação. Cultura da Inovação, Gestão da Tecnologia, Empreendedorismo e outras disciplinas integram os módulos dos serviços que vamos oferecer.

Portal AMANHÃ - O que foi preciso fazer para que o projeto saísse do papel? Que tipo de ferramentas estão disponíveis no site às indústrias e partes interessadas?

DAUSCHA - Aqui está o principal ponto: muitas das soluções já estão disponíveis no próprio Sistema Fiep, seja na Fiep, no Sesi, no Senai, no IEL ou na Unindus. Algumas podem ser obtidas de parceiros externos e outras (poucas) devem ser desenvolvidas. O papel da Fiep, além de coordenar o desenvolvimento do portal e as entrevistas com todos os atores, é realizar o mapeamento e articulação dos inúmeros parceiros existentes no estado e garantir soluções e respostas às diversas demandas. Ao final da terceira fase, prevista até o final do ano, o portal Rede de Inovação disponibilizará blogs, vídeos, calendário, agenda, cursos, eventos, editais, twitter, lista de links, cases, RSS, folheto produtos e vários outros serviços.

Portal AMANHÃ - Como as empresas podem se beneficiar?

DAUSCHA - No portal, a empresa que quiser começar a inovar terá acesso a casos de sucesso de quem já começou esse processo. Nada melhor do que aprender com exemplos. No Centro de Inovação, ela encontrará uma série de laboratórios e institutos de apoio às indústrias. Para entender um pouco mais como e quem pode ajudá-lo na área de design, por exemplo, ela poderá contatar o Centro de Design do Paraná, que está localizado no Cietep e o Centro de Inovação do Sistema Fiep.

Portal AMANHÃ - As empresas terão algum tipo de custo para utilizar os conteúdos do Portal de Inovação?

DAUSCHA - O portal Rede de Inovação foi lançado em 19 de agosto e qualquer pessoa ou empresa pode acessá-lo sem custos.

Portal AMANHÃ - Como as indústrias podem contribuir? Afinal, o site foi desenvolvido com base no conceito de web 2.0...

DAUSCHA - Como se trata de um espaço da sociedade, estruturado no conceito da web 2.0, damos muito valor a contribuições diversas, através de casos, relatos de verdades e mitos, blogs e vídeos. Os conteúdos podem ser votados e comentados, garantindo a qualidade das informações disponibilizadas. No conceito de "storytelling", a contribuição dos casos de inovação de cada um enriquecerá em muito o aprendizado dos que estão iniciando.