Notícia

Diário do Poder

Faturamento de empresas-filhas da Unicamp ultrapassa R$ 4,8 bilhões

Publicado em 30 dezembro 2018

O faturamento das empresas-filhas da Unicamp, criadas por ex-alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), ultrapassou os R$ 4,8 bilhões, segundo balanço divulgado no final de outubro, no Encontro Unicamp Ventures, realizado durante o InovaCampinas 2018.

Os dados fazem parte de um mapeamento realizado pela Agência de Inovação Inova Unicamp e revelam um aumento de 60% em relação ao valor divulgado em 2017. Naquele ano, esse montante foi de R$ 3 bilhões. Os dados também apontam que 101 novas empresas-filhas foram cadastradas, compondo um total de 701 companhias em 2018, sendo 604 ativas no mercado.

O diretor-executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp, Newton Frateschi, ressaltou que o número de empregos gerados passou de 28,8 mil para 30 mil. “O aumento de vagas é bastante significativo diante de uma economia com previsão de crescimento inferior a 1% neste ano. Isso mostra a importância de empresas baseadas na inovação, como as empresas-filhas da Unicamp, e revela a relevância da universidade na formação de um ecossistema empreendedor”, afirma.

Frastechi ressalta que os dados apontam que o total de faturamento dessas empresas representa 2,5 vezes o orçamento da Unicamp e “revelam o retorno para a sociedade do investimento aplicado na Universidade Estadual de Campinas”.

Porte, áreas de atuação e localização

Do total de empresas-filhas ativas, 33,4% (202) têm foco em tecnologia da informação, 25% (149) são da área de consultoria e 18,4% (111) de engenharia; o restante está pulverizado entre os mercados de educação, alimentos e bebidas, saúde e bem-estar, energia, marketing, tecnologias verdes, telecomunicações, biotecnologia, química, agricultura e saúde animal, entre outros.

As empresas-filhas da Unicamp estão localizadas majoritariamente na região Sudeste (95%), seguida pelo Sul (2,1%), Centro-Oeste (1,5%), Nordeste (1%) e Norte (0,3%).

No Estado de São Paulo estão presentes 89% de todas as empresas-filhas, sendo que a maioria mantém a sede em Campinas (47%) ou em sua Região Metropolitana (6%), enquanto 11% estão em São Paulo e 24% nas demais cidades paulistas.

De todas as empresas-filhas, 30% têm atuação internacional, em sua maior parte com exportações (71,8%) ou com escritório ativo no exterior (11,48%).

A Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) da Unicamp é a unidade de origem dos fundadores da maior parte das empresas-filhas (20,46%,) seguida pelo Instituto de Computação (IC) com 17,79% do total.

Fonte: FAPESP / Pesquisa para Inovação