Notícia

CBN Notícias (Campinas, SP)

Faturamento de empresas-filhas da Unicamp chega a R$ 16 bilhões

Publicado em 21 outubro 2021

O faturamento das empresas-filhas da Unicamp alcançou R$ 16 bilhões, o dobro do registrado em 2020. Os dados constam em relatório da Agência de Inovação Inova Unicamp, que acaba de ser divulgado. Esse resultado corresponde ao faturamento anual de 1.019 empresas-filhas ativas até setembro deste ano. A maioria dos empreendimentos é de micro e pequenas empresas, mas o aumento do faturamento entre 2020 e 2021 pode ser atribuído ao crescimento das médias e grandes empresas, e também dos negócios avaliados em mais de 1 bilhão de dólares.

De acordo com a professora Ana Frattini, diretora-executiva da Inova Unicamp, grande parte das empresas-filhas são de cunho tecnológico, que teve aumento de demanda na pandemia.

“Elas têm recebidos investimentos significativos do Governo Federal, na forma de Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e também do Governo do Estado, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), para que elas permaneçam ativas e possam aumentar as suas capacidades de produção e de faturamento”, pontua.

A geração total de novos empregos cresceu 17% em relação ao ano anterior, saindo de 33.315 empregos diretos, em 2020, para 38.963, em 2021.

A maioria das empresas-filhas da Unicamp (94,4%) está localizada na região Sudeste, sendo que 90,6% estão no Estado de São Paulo. Mais da metade têm sede na Região Metropolitana de Campinas (RMC), onde estão 53,4% de todas as empresas-filhas. Ana Frattini ressalta que uma parcela significativa se encontra ao redor da Unicamp.

“Porque ali elas encontram recursos humanos qualificados, encontram laboratórios compartilhados para uso em pesquisas e desenvolvimento de tecnologia. As empresas se situam na região de Campinas porque elas estão dentro do ecossistema empreendedor e inovador que é atribuído à existência da universidade”, explica.

Marcílio Oliveira é cofundador de uma empresa de inovação e engenharia, com sede em Campinas, que nasceu há 15 anos, e atua em diversos estados, e outros países. Ele e o sócio estudaram na Unicamp.

“A gente fez parte da incubadora de empresas da Unicamp. Além de ser um celeiro de talentos nos deu acesso a um ecossistema riquíssimo. Hoje a gente cresce em torno de 70% por ano, com um faturamento que vai girar em torno de R$ 150 milhões”, afirma.

O levantamento é anual para acompanhar o impacto da Unicamp na criação de empresas-filhas, como são conhecidos os empreendimentos cujos sócios-fundadores têm ou tiveram vínculo com a universidade.

Ainda de acordo com Ana Frattini, para cada R$ 1 investido em educação de qualidade e gratuita dentro da Unicamp R$ 5 retornam para a economia, principalmente do Estado de São Paulo.