Notícia

SEGS Portal Nacional de Seguros & Saúde

FAPESP Week Califórnia discute cooperação Brasil-EUA em pesquisa científica

Publicado em 10 novembro 2014

A próxima edição da série de simpósios FAPESP Week será na Califórnia, nos Estados Unidos, em UC Berkeley e UC Davis, de 17 a 21 de novembro. No encontro, pesquisadores brasileiros e norte-americanos apresentarão resultados de pesquisa e debaterão temas de interesse para cooperação por meio de intercâmbio e desenvolvimento de projetos em conjunto.

O Seminário é promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), com apoio do Brazil Institute, do Woodrow Wilson International Center for Scholars, em Washington DC, Estados Unidos. A agenda da FAPESP Week California inclui o debate de temas relacionados a Saúde, Novos Materiais, Clima, Economia e Sociedade.

Serão apresentados, por exemplo, resultados recentes de projetos desenvolvidos em São Paulo, como estudos sobre a obesidade induzida por disfunções no hipotálamo, processos inflamatórios envolvidos na progressão do câncer e alterações genômicas em carcinomas de cabeça e pescoço. Na área de Novos Materiais, serão mostradas aplicações de vitro-cerâmicos para o crescimento de tecidos ósseos e em implantes ortopédicos e dentários, além de projetos para desenvolvimento de estruturas e peças mais leves e resistentes.

Outros temas de interesse comum em pesquisa apresentados no simpósio serão a modelagem climática do Atlântico Sul, técnicas de recuperação de áreas e águas contaminadas com produtos químicos, redução das desigualdades e o desenvolvimento da democracia no contexto brasileiro, e um projeto sobre as impressões sobre a Amazônia difundidas no mundo por romancistas e viajantes.

Os seminários FAPESP Week são parte da estratégia de internacionalização da FAPESP, baseada no princípio de que colaboração em nível mundial entre cientistas de destaque, em todas as áreas do conhecimento, é indispensável para a excelência da pesquisa científica e tecnológica.

Ao mesmo tempo, a FAPESP tem ampliado o número de acordos de cooperação internacional em pesquisa com agências de financiamento, universidades e outras instituições de pesquisa. Com respaldo desses instrumentos, a Fundação tem compartilhado o apoio a projetos de pesquisa conjunta com 22 países da África, Américas, Ásia e Europa, reconhecidos pela qualidade da pesquisa científica e tecnológica que produzem.

Desde 2011, a FAPESP organizou outros oito simpósios FAPESP Week com o objetivo de estimular cooperações internacionais em sete países, nas cidades Washington DC, Morgantown, Cambridge, Charlotte, Raleigh e Chapel Hill (EUA), Toronto (Canadá), Salamanca e Madrid (Espanha), Tóquio (Japão), Londres (Reino Unido), Pequim (China) e Munique (Alemanha).

Cooperação com os Estados Unidos

A FAPESP mantém 23 acordos de cooperação nos Estados Unidos, com sete agências de financiamento a pesquisa, 14 universidades, institutos de pesquisa e laboratórios – entre eles o Massachusetts Institute of Technology (MIT), California Institute for Regenerative Medicine (CIRM), conhecido como California’s Stem Cell Agency, e a UC Davis – que sedia parte das atividades da FAPESP Week California. A Fundação mantém ainda acordos com duas empresas norte-americanas, Microsoft Corporation e Agilent Technologies.

No âmbito desses acordos de cooperação estão em andamento 66 projetos de pesquisa conjunta com a participação de cientistas brasileiros ligados a instituições como as universidades de São Paulo (USP), Estadual de Campinas (Unicamp) e Estadual Paulista (Unesp) e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), e norte-americanos ligados a oito universidades, à National Science Foundation (NSF), National Institutes of Health (NIH), U.S. Department of Energy (DoE) e MIT.

Sobre a FAPESP

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) é uma instituição pública com a missão de apoiar a pesquisa e o desenvolvimento científico e tecnológico no Estado de São Paulo. A FAPESP seleciona e apoia projetos de investigação em todas as áreas do conhecimento, apresentados por pesquisadores ligados a instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo. A seleção de projetos é feita com base na revisão por pares (peer review), metodologia que utiliza pareceres emitidos por pesquisadores brasileiros e estrangeiros não vinculados à Fundação. Em 2013, a Fundação desembolsou R$ 1,1 bilhão (US$ 511,3 milhões) para apoio a projetos de pesquisa científica e tecnológica.

Mais informações em www.fapesp.br.

FONTE/AUTOR: FAPESP