Notícia

Jornal Cana online

Fapesp vai discutir Mudanças Climáticas e Empreendedorismo

Publicado em 25 fevereiro 2009

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e as instituições britânicas Institute of Physics (IOP) e a Royal Society of Chemistry (RSC) organizam na Fapesp, nos dias 26 e 27 de fevereiro, o workshop internacional Physics and Chemistry of Climate Change and Entrepreneurship, simpósio concebido para estimular a interação e troca de ideias e experiências entre Brasil e Reino Unido sobre mudanças climáticas e empreendedorismo.

A iniciativa tem apoio da Embaixada Britânica em Brasília e da academia nacional de ciências do Reino Unido, The Royal Society. O workshop é uma das atividades do Programa Fapesp de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais e fruto da parceria Brasil-Reino Unido em Ciência e Inovação, estabelecida entre os dois países em 2006. As palestras serão proferidas em inglês com tradução simultânea para o português.

O workshop tem o objetivo de discutir seqüestro biológico de carbono, agricultura e soluções tecnológicas em todas as áreas para reduzir emissões de gases de efeito estufa, como o uso de energia de fontes renováveis como energia solar e biocombustíveis e bioenergia, entre outras. Haverá oito apresentações de pesquisadores brasileiros e oito apresentações de pesquisadores britânicos sobre o tema.

   Participam representantes das instituições organizadoras, de outras sete instituições de pesquisa britânicas – entre elas o Imperial College e as universidades de Cambridge, Bristol e Ulster –, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e das universidades de São Paulo (USP), Estadual de Campinas (Unicamp) e Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Os professores José Goldemberg, Luiz Pinguelli Rosa, Carlos Nobre e Fernando Galembeck estão entre os participantes.

Sobre a Fapesp

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo é uma das principais agências de fomento à ciência, tecnologia e inovação do Brasil. A Fundação apoia pesquisa básica e pesquisa voltada a objetivos de relevância nacional, contribuindo para o avanço e a disseminação do conhecimento e para a formação de pesquisadores. Criada em 1962, a Fapesp é mantida pela transferência de 1% das receitas tributárias do Estado de São Paulo, prevista na Constituição Estadual, e por receitas próprias. Em 46 anos de atividades, já contratou 89 mil bolsas e 80 mil auxílios a pesquisa. Em 2008, investiu R$ 638 milhões em projetos de pesquisa em todas as areas do conhecimento.

Sobre o IOP

O Institute of Physics é uma instituição voltada para a prática, o conhecimento e as aplicações da Física. Tem mais de 36 mil membros em todo o mundo e é líder na comunicação da física a especialistas, governo e público em geral por meio de publicações impressas e eletrônicas da editora do Instituto, IOP Publishing. O programa de relações internacionais do IOP estabelece e mantém abertas possibilidades de cooperação com instituições de todos os países. O IOP promove e apoia o conhecimento da física no Reino Unido, Irlanda e internacionalmente – em particular em países em desenvolvimento.

Sobre o RSC

The Royal Society of Chemistry é uma sociedade internacional para o avanço das ciências químicas e para a formação de pesquisadores da área no Reino Unido. Mantida por mais de 46 mil membros no mundo e por uma editora reconhecida no mundo, também contribui para definição de políticas nacionais e internacionais, organiza conferências e promove amplamente as ciências químicas. Relações com sociedades de química em muitos países colocam a instituição em rede com 300 mil cientistas da área. Parcerias com empresas internacionais permitem compartilhar o conhecimento e as melhores práticas em ciências químicas.

   Serviço

   Workshop: Physics and Chemistry of Climate Change and Entrepreneurship

   Fapesp, r. Pio XI, 1.500, Alto da Lapa

   26 e 27/2/2009

   Programação

   Quinta-feira, 26/2/2009

   Coordenação: Carlos Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

   9h00 - Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fapesp

   9h15 - Dipali Chauhan, International Relations Manager, IOP

   9h20 - Dr Alejandra Palermo, Manager, International Projects, RSC

   9h25 - Representante do Consulado Britânico em São Paulo

   9h30 - Carlos A. Nobre, INPE: Introdução aos objetivos do simpósio

   9h45 - Chemistry, Engineering and Climate Change Richard Pike, Chairman, Working Party on Chemistry and Energy, (EuCheMS) and CEO, Royal Society of Chemistry

   10h20 - “A sustainable energy future: what can science do?” - José Goldemberg, Universidade de São Paulo (USP)

   Coordenação: Professor Richard Templer, Imperial College

   11h15 - "Technology Transfer - Translating Research into Economic Benefit" - David Secher, University of Cambridge

   11h50 - “World Challenges and Climate Change: the Role of Brazil”- Luiz Pinguelli Rosa, director da COPPE, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

   12h25 - “Commercial Opportunities for Sustainable Technology to Mitigate Climate Change” - John Twidell, CEO, AMSET Centre

   Coordenação: Luiz Pinguelli Rosa

   14h30 - “Synergy in food, fuels and materials production” - Fernando Galembeck, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

   15h05 - “Climate Change Impacts and Opportunities in Agriculture” - Professor John Lucas, Rothamsted Research 16h00 - “Opportunities in Brazil for Biological Carbon Sequestration" - Luiz Gylvan Meira Filho, Instituto de Estudos Avançados, Universidade de São Paulo (USP)

   Sexta-feira, 27/2/2009

   Coordenação: José Goldemberg

   9h00 - “Bioenergy in Brazil” - Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fapesp

   9h30 - “Enhancing Solar Disinfection of Water for Application in Developing Regions” - Patrick Dunlop, University of Ulster

   10h10 - “Assessment of Solar and Wind Energy Resources in Brazil” - Enio Bueno Pereira, CST-INPE

   Coordenação: David Secher

   11h05 - “Can We Make Lignocellulosic Biofuels Sustainable?” - Richard Templer, Imperial College London

   11h40 - “Animal lignocellulosic digestion as a model for new technologies and standards in the enzymatic hydrolysis of sugarcane bagasse” - Eloi de Souza Garcia, INMETRO

   12h15 - “Solar Photovoltaics – The challenges and potential for research into a sustainable future” - Ian Forbes, Operations Manager, Northumbria Photovoltaics Applications Centre (NPAC)

   14h20 - “Opportunities for climate change mitigation in the Brazilian agricultural sector” - Carlos Cerri, CENA/USP

   14h55 - “Climate Change and Bioengineering” - Paul Valdes, University of Bristol

   15h50 - Mesa Redonda - coordenador: Carlos Henrique de Brito Cruz

Da Fapesp