Notícia

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fapesp treina startups em programa de inovação para pequenas empresas

Publicado em 11 maio 2018

Por Gustavo Aleixo

Na sequência de atividades do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), 21 startups apoiadas pela iniciativa testarão a consistência dos planos de negócios em relação às demandas de potenciais clientes e às expectativas do mercado.

As análises serão realizadas nas próximas semanas, até o dia 26 de junho. As empresas foram selecionadas para participar do 7º Treinamento PIPE em Empreendedorismo de Alta Tecnologia, iniciado em 9 de maio. A qualificação usa como base o programa “I-Corps”, referência mundial adotada por agências federais de pesquisa norte-americanas.

De acordo com Flávio Grynszpan, membro da Coordenação da Área de Pesquisa para Inovação da Fapesp e um dos coordenadores do programa, a metodologia tem foco no cliente. Organizada em equipe com dois representantes, cada startup deverá realizar cerca de 100 entrevistas com clientes em potencial e usuários, por exemplo. “Isso ocorre para entender os problemas e pontos de dor dos empreendimentos”, explica.

“A ideia não é vender uma solução ao cliente, mas melhorar a proposta de valor no plano de negócio. Nós nos esforçamos pelo casamento do produto com o mercado”, ressalta Hélio Graciosa, que também integra a coordenação do treinamento.

Mentoria

As equipes são orientadas por mentores e comentores indicados pela Fapesp, tanto na prospecção de mercado como em outras ações do programa. Os especialistas são empresários com experiência de negócios e conhecimento do mercado que acompanham e orientam as equipes participantes do programa, sem custo para a instituição.

Participam do treinamento startups com projetos inovadores em diversas áreas. O PIPE Empreendedor é coordenado pelo diretor-científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz, com Flávio Grynszpan, Marcelo Nakagawa e Hélio Graciosa como adjuntos.