Notícia

JC e-mail

Fapesp tem três novos conselheiros

Publicado em 21 agosto 2007

Governador José Serra nomeia Eduardo Moacyr Krieger, José de Souza Martins e Luiz Gonzaga Belluzzo como membros do Conselho Superior da Fundação

José Serra, governador de SP, nomeou novos integrantes do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa de SP (Fapesp): Eduardo Moacyr Krieger, José de Souza Martins e Luiz Gonzaga Belluzzo.

O ato foi publicado no "Diário Oficial" de SP, de 18 de agosto.

Na qualidade de membros de livre escolha do governador, Krieger, Souza Martins e Belluzzo terão mandato de seis anos.

Os três entram nas vagas de, respectivamente, Hermann Wever, Carlos Vogt e Giovanni Guido Cerri, cujos mandatos terminaram.

Eduardo Moacyr Krieger é diretor da Unidade de Hipertensão do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Formado em medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, é professor emérito de fisiologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. Foi presidente da Academia Brasileira de Ciências, da Sociedade Brasileira de Fisiologia e da Federação das Sociedades de Biologia Experimental.

José de Souza Martins é professor titular aposentado da USP, onde graduou-se em ciências sociais e fez mestrado e doutorado em sociologia. Foi professor visitante da Universidade da Flórida, fellow do Trinity Hall e professor da Cátedra Simón Bolivar, na Universidade de Cambridge, e professor visitante da Universidade de Lisboa.

Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo é professor titular de economia da Unicamp. Foi chefe da Secretaria Especial de Assuntos Econômicos do Ministério da Fazenda e secretário de C&T do Estado de SP. É fundador das Faculdades de Campinas (Facamp).

Cabe ao Conselho Superior da Fapesp a orientação geral e as decisões maiores de política científica, administrativa e patrimonial da Fundação. O Conselho é formado por 12 membros com mandato de seis anos.

Seis são de livre escolha do governador do Estado e os demais são também indicados pelo governador, a partir de listas tríplices eleitas pelas universidades estaduais paulistas e pelas instituições de ensino e pesquisa, públicas e particulares, sediadas no Estado de São Paulo.

(Agência Fapesp, 21/8)