Notícia

Protec - Pró-Inovação Tecnológica

Fapesp seleciona projetos para o desenvolvimento de tecnologias para o Sirius

Publicado em 30 maio 2016

A Fundação de Amparo à pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) anunciou o resultado da etapa de enquadramento da segunda chamada de propostas para o desenvolvimento do novo anel acelerador Sirius. A chamada, que visa apoiar o desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores para o novo acelerador do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), selecionou 15 propostas.

Uma das primeiras fontes de luz síncrotron consideradas de quarta geração, o Sirius é composto por um acelerador síncrotron de 3 GeV e 0.28 nm radiano de emitância. Essa nova fonte terá brilho comparável ou melhor do que todas aquelas em construção ou recentemente construídas nas Américas, Europa e Ásia, permitindo que o Brasil se mantenha competitivo pelos próximos 20 anos.

O Sirius está em construção numa área de 150 mil metros quadrados (m²) no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas (SP). No terreno, que foi cedido pelo governo de São Paulo, o projeto ocupará um edifício de 68 mil m² e o seu acelerador principal, terá 518,4 metros de circunferência, podendo comportar até 40 linhas de luz. Dentro dele, a função será manter os elétrons numa ordem extremamente estável e desviar a trajetória dessas partículas, de tal maneira, que elas passem a emitir radiação.

(Fonte: Agência Gestão CT&I – 30/05/2016)