Notícia

Agência Estado

FAPESP registra a história da pesquisa paulista

Publicado em 22 dezembro 1999

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, está fechando um de seus anos mais produtivos em termos de publicações científicas. O antigo boletim de notícias internas completou a reforma iniciada em outubro de 1998, com sua primeira capa a cores, e se transformou na revista mensal Pesquisa, editada por Mariluce Moura, com tiragem impressa de 22 mil exemplares e uma versão on line. A revista traz encartes especiais, onde se divulgam resultados de pesquisas, projetos de inovação tecnológica e experiências em jornalismo científico, entre outros. Além da revista mensal, a FAPESP investiu na formação de uma agência de notícias científicas, que abastece com informações os principais jornais, rádios e Tvs do país. E editou o livro Do Laboratório à Sociedade, com os resumos dos projetos temáticos desenvolvidos nas universidades e instituições de pesquisa paulistas e os dois volumes de FAPESP, uma História de Política Científica e Tecnológica, organizado por Shozo Motoyama, onde se conta, em diversos ensaios, a evolução das instituições científicas de São Paulo e do Brasil, e se compara a nossa pesquisa com a de outros países. A FAPESP chega o ano 2000 com a expectativa de consolidar sua posição na divulgação da pesquisa paulista, reconduzindo ao cargo de diretor científico o físico e engenheiro eletrônico José Fernando Perez, de 55 anos, eleito por unanimidade pelos 12 integrantes do Conselho Superior e nomeado pelo governador Mário Covas, no último dia 20 de dezembro. Para o cargo de vice-presidente da fundação, foi nomeado o médico e diretor da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista, UNESP de Botucatu, Paulo Eduardo de Abreu Machado.