Notícia

Planeta Universitário

FAPESP recebe visita de delegação da University of Southern California

Publicado em 12 dezembro 2011

A FAPESP recebeu nesta quinta-feira (08/12) a visita de uma delegação da University of Southern California (USC), dos Estados Unidos. O objetivo do encontro foi discutir a possibilidade de acordos de cooperação científica para a realização de projetos de pesquisa conjuntos entre pesquisadores e estudantes de pós-graduação do Estado de São Paulo e da universidade norte-americana. A comitiva foi recebida pelo diretor científico da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz, que fez uma apresentação sobre o funcionamento da Fundação e de alguns de seus principais programas, como o Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais (PFPMCG), o BIOTA-FAPESP e o Programa FAPESP de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN).

Brito destacou que a FAPESP também possui acordos de pesquisa com empresas, como a Microsoft e a Boeing, e com agências de fomento à pesquisa de diversos países, como as do Reino Unido, dos Estados Unidos, da Alemanha e da Argentina, entre outros.

"A FAPESP tem executado uma estratégia de criar oportunidades para que pesquisadores do Estado de São Paulo possam realizar projetos conjuntos com cientistas de outras partes do mundo. Além de acordos com agências de financiamento de diversos países, também temos celebrado acordos individuais com universidades estrangeiras, como as Universidades de Toronto e Western Ontario, do Canadá, e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos", disse.

Durante o encontro, os representantes da USC disseram terem ficado impressionados com a atuação e os projetos de pesquisa apoiados pela FAPESP.

"É impressionante o que o Estado de São Paulo e a FAPESP estão fazendo para o desenvolvimento da ciência no Brasil. Foi muito bom saber que a FAPESP está financiando pesquisas em áreas tão importantes como biodiversidade, mudanças climáticas, aviação e educação", disse Anthony Bailey, pró-reitor para iniciativas globais da USC à Agência FAPESP.

De acordo com ele, algumas das áreas de interesse da universidade norte-americana para realização de eventuais projetos de pesquisa em conjunto com pesquisadores do Estado de São Paulo são educação, engenharias, saúde pública, desenvolvimento urbano e políticas públicas.

No Brasil, a USC possui um acordo de cooperação com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), do Rio de Janeiro. E, segundo Bailey, pretende celebrar novos convênios com instituições do Estado de São Paulo, como a Universidade de São Paulo (USP), com quem iniciou uma conversa durante a passagem da comitiva pela capital paulista.

"Nós estamos conversando para termos alguns acordos específicos com Faculdades e Escolas da USP que apresentem oportunidades sólidas para realização de pesquisas em conjunto", disse.

Segundo ele, a USC está entre as 12 maiores universidades privadas norte-americanas em financiamento à pesquisa, investindo mais de US$ 600 milhões para essa finalidade por ano.

A comitiva norte-americana foi integrada, além de Bailey, por Marilyn Flynn, decana da Escola de Serviço Social; Karen Symms Gallagher, decana da Escola de Educação; Jack Knott, decano da Escola de Política, Planejamento e Desenvolvimento; Yannis Yortsos, decano da Escola de Engenharia; Norberto Grzywacz, professor do Departamento de Engenharia Biomédica; e Kelly Goulis, decana associada dos Programas de Graduação e Profissional da USC.

Também participaram do encontro representando a FAPESP Conceição Vedovello, da diretoria das áreas de Exatas e Engenharia, e Glenda Mezarobba, da diretoria da área de Ciências Humanas e Sociais.

Agência FAPESP