Notícia

Jornal Brasil

FAPESP lança chamada de propostas com Universidad de La Frontera, do Chile

Publicado em 29 outubro 2013

A FAPESP e a Universidad de La Frontera (Ufro), do Chile, divulgaram na sexta-feira (25/10) a primeira chamada de propostas prevista no acordo de cooperação para pesquisa assinado pelas duas instituições em 1º de julho de 2013, com validade de cinco anos. A chamada é um passo fundamental para efetivar a parceria entre as instituições, a primeira firmada pela FAPESP com o país andino.

De acordo com o presidente da FAPESP, Celso Lafer, a Fundação tem se empenhado no processo de internacionalização da pesquisa brasileira, para o qual a aproximação com universidades latino-americanas é considerada elementar.

"A FAPESP já mantém acordos com instituições do México e da Argentina, mas damos especial importância a este acordo com a Universidad de La Frontera, pois é o primeiro que firmamos com o Chile. E a chamada de pesquisas é fundamental para consolidar esse passo", disse durante o lançamento da chamada, ressaltando também a relevância e a qualidade das pesquisas realizadas naquele país.

Para Hernan Chaimovich, coordenador dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) e assessor especial da Diretoria Científica da FAPESP, a parceria com a Ufro reafirma uma atitude institucional da Fundação, que se consolida na prática e se concretiza com a chamada para pesquisas conjuntas.

"A Universidad de La Frontera tem um perfil muito particular. Fica no sul do Chile, uma região com graves conflitos sociais envolvendo as populações nativas. A região passou por indefinições e ganhou muito em termos de afirmação e visibilidade com a presença da universidade. É um caso específico que precisa ser mais conhecido."

Chaimovich também afirmou ser importante que os projetos aprovados na chamada elevem o padrão das pesquisas realizadas tanto na Ufro como nas universidades parceiras. O limite de recursos da chamada para apoio ao conjunto de projetos selecionados é equivalente a US$ 50 mil. Cada projeto aprovado pela FAPESP e pela Ufro deverá ter duração máxima de dois anos e financiamento de até US$ 10 mil por ano de cada instituição.

A data final para apresentação de propostas em todas as áreas do conhecimento é 21 de fevereiro de 2014 e a divulgação de resultados será feita a partir de 26 de maio. O processo de seleção segue os critérios da Ufro, no Chile, e da FAPESP, em São Paulo.

Visão de futuro

A Universidad de La Frontera possui 40 cursos de graduação, 28 cursos de mestrado e sete programas de doutorado. Um processo para ampliar a colaboração internacional dos pesquisadores da Ufro foi iniciado na última década e, hoje, a universidade mantém acordos de cooperação com instituições de 28 países.

No Brasil, a Ufro tem acordos com 22 instituições de ensino superior e pesquisa, entre elas a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), o Instituto de Estudos Avançados (IEA-USP) e a Embrapa.

Para o reitor da Universidad de La Frontera, Sergio Bravo Escobar, a chamada conjunta de pesquisas marca um momento especial para a Ufro, que busca uma aproximação com mais universidades no Brasil. "Para nós, essa chamada tem um sentido muito particular, pois representa uma nova forma de olhar a colaboração em pesquisa. Queremos, a partir dela, aprofundar a colaboração com universidades em São Paulo, e faremos isso com muito afinco", diz.

Também para Raul Sanchez, vice-reitor da universidade, trata-se de uma oportunidade para entender que questões e problemas latino-americanos devem ser investigados e resolvidos primordialmente por latino-americanos. "Pensamos em elaborar e trabalhar em projetos conjuntos com o Brasil e, com esse foco, já mantemos conversas com a USP e o Instituto Butantan."

Da chamada de propostas, podem participar pesquisadores que coordenam projetos em andamento, com apoio da FAPESP, na modalidade Projeto Temático e nos Programas Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes, CEPID, Ensino Público, Políticas Públicas e Apoio à Pesquisa Inovativa para Inovação Tecnológica (PITE). Pesquisadores principais de equipes de Projetos Temáticos, CEPIDs e PITEs também podem apresentar propostas.

Por parte da Ufro, podem participar pesquisadores ligados à universidade com projetos em andamento com apoio de uma das seguintes agências chilenas: Comisión Nacional de Investigación Científica y Tecnológica de Chile (Conicyt); Corporación de Fomento de la Producción (Corfo); ou Dirección de Investigación da Ufro (Diufro).

A chamada está disponível em http://www.fapesp.br/8240

Fonte: Agência FAPESP