Notícia

Gazeta Mercantil

Fapesp investe R$ 900 mil em pesquisa

Publicado em 14 outubro 1999

Por Estela Viana* - de São Paulo
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) já investiu mais de R$ 900 mil no Programa de Pesquisas em Políticas Públicas. Das 226 propostas em áreas como saúde, meio ambiente, economia, administração e educação, apresentadas por institutos de pesquisa e universidades públicas e privadas, 61 serão financiadas pela fundação. Entre as pesquisas beneficiadas pelo Programa de Pesquisas em Políticas Públicas, cerca de seis são dirigidas para o setor de saúde. Uma das pesquisas é voltada para a melhoria do desempenho do sistema público de saúde de São Paulo. Outra avaliará o processo de municipalização dos serviços, apresentando propostas para o Sistema Único de Saúde (SUS). Os projetos, que procuram apresentar alternativas para os problemas sociais de São Paulo, terão o apoio de prefeituras, fundações, órgãos do governo e organizações não governamentais. O objetivo da Fapesp é atender à crescente demanda. O número aproximado de solicitações à fundação passou de 6,3 mil em 1994 para 14.7 mil em 1997. Até hoje, a entidade já concedeu mais de 50 mil bolsas de pesquisas e estudos. Na primeira etapa do Programa de Políticas Públicas, o pesquisador recebe até R$ 30 mil para calcular a viabilidade do estudo. Para a fase seguinte, de execução da proposta, a ajuda pode chegar a R$ 200 mil em dois anos. Os investimentos da Fapesp em 1998 somaram R$ 286 milhões. O restante dos recursos destinados aos programas de pesquisa é proveniente da transferência de 1% da receita tributária do Estado. * do Panorama Setorial