Notícia

Jornal Cidade (Rio Claro, SP) online

Fapesp investe R$ 1 milhão em laboratório para a Física na Unesp campus Rio Claro

Publicado em 09 setembro 2012

Por Marcelo Lapola

Investigar as propriedades dos materiais em nível subatômico a baixas temperaturas e submetidos a campos magnéticos altíssimos. A Física da Matéria Condensada investiga propriedades dos materiais em diversas condições. Em Rio Claro, o Departamento de Física do campus da Unesp (Universidade Estadual Paulista) dará um salto qualitativo nesse ramo de pesquisa com o investimento feito pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Por um projeto feito pelo professor e pesquisador Valdeci Pereira Mariano de Souza, a entidade aprovou a compra de equipamentos de ponta para a pesquisa das propriedade elétricas, magnéticas e termodinâmicas de materiais, como um criostato cujas temperaturas podem chegar a 1,5 Kelvin, o que equivale a 271,65ºC negativos, próximo do zero absoluto.

O investimento da Fapesp é de cerca de R$ 1 milhão entre equipamentos e reserva técnica. “A essa temperatura, as excitações dos átomos e moléculas que formam os sólidos se tornam mais evidentes, sobretudo em materiais altamente cristalinos, permitindo desvendar propriedades de vários fenômenos de interesse, como a supercondutividade”, afirma o físico.

Um dos grandes desafios da Física é criar um material supercondutor, isto é, que transmita energia sem perdas, à temperatura ambiente.

No laboratório previsto para entrar em atividade no início de 2013, os físicos poderão investigar o comportamento da matéria submetida a campos magnéticos da ordem de 12 Tesla, cerca 200 mil vezes maior que o campo magnético da Terra. “Teremos aqui em Rio Claro um avanço significativo nas nossas investigações. Sem dúvida que estamos muito contentes com a aprovação desse projeto. É de fato uma conquista muito expressiva para nós no IGCE, no Departamento de Física, bem como para o Programa de Pós-Graduação em Física aqui em Rio Claro, ampliando significativamente a colaboração com grupos de pesquisa nacionais e internacionais”, comemora Mariano. “Esperamos que este projeto possa motivar os estudantes de escolas da região a despertarem o interesse pela Física”, destaca.

Conforme consta da biblioteca virtual da Fapesp na internet (www.bv.fapesp.br), o objetivo principal deste projeto é a exploração e o entendimento das propriedades termodinâmicas e de transporte de sistemas eletrônicos fortemente correlacionados.

A vigência do projeto é de abril de 2012 a março de 2014. Graduado e mestrado em Física pela Unesp em Rio Claro, Mariano de Souza possui doutorado pela Universidade Goethe-Frankfurt - Alemanha. É Revisor dos periódicos Physical Review Letters, Physical Review B e European Physics Journal B. Desde outubro do ano passado é professor assistente e doutor no Departamento de Física do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Unesp em Rio Claro.

Em agosto deste ano Mariano publicou um artigo na revista Nature Materials, uma das mais importantes do mundo no segmento. O artigo, publicado conjuntamente com pesquisadores da Alemanha, dos Estados Unidos e do Japão, envolve o estudo sobre comportamento multiferroico em condutores moleculares. O trabalho publicado se insere na exploração da Física de Mott em condutores moleculares utilizando várias técnicas experimentais.

Esta é uma reprodução da notícia publicada na edição impressa do Jornal Cidade