Notícia

eAgora

Fapesp investe em tecnologia para ampliar sua rede acadêmica

Publicado em 14 março 2007

Solução de gerenciamento remoto de infra-estrutura de TI da Avocent permitiu à instituição aumentar a disponibilidade e produtividade na rede acadêmica com total segurança

Gerenciar todo o ambiente de infra-estrutura de TI da rede acadêmica da Fapesp - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - denominada projeto ANSP (Academic Network at São Paulo)- e ao mesmo tempo ampliar e manter o padrão de qualidade de acesso da área foram os principais desafios enfrentados pela equipe de TI do projeto, quando decidiu transferir o seu datacenter corporativo, localizado na capital paulista, para Alphaville, município de Barueri (SP), em março do ano passado.
A rede ANSP da Fapesp, gerenciada exclusivamente por doze profissionais alocados no centro de desenvolvimento, instalado na capital paulistana, concede acesso à Internet para pesquisa acadêmica às principais instituições universitárias do Estado de São Paulo. Quando foi criada, em 1989, possuía 4800 bps (bits por segundo) de acesso às redes BitNet (DECnet) e HepNet (High Energy Physics Network). Após três anos de funcionamento, a velocidade da web saltou para 9.6 kbps (kilobits por segundo), período em que iniciou sua evolução até atingir os atuais 700 MB (megabites por segundo).
"Com o crescimento que atingimos nos últimos anos, analisamos a hipótese de atingir a nossa meta de fornecer as instituições acadêmicas uma conexão em torno de 700 MB. Detectamos também que era preciso implantar um sistema eficiente de gerenciamento de infra-estrutura de TI, que fosse realizado remotamente, agregasse valor e ganhos de produtividade às atividades desenvolvidas pelo projeto", afirma Jorge Yamamoto, coordenador técnico da Rede ANSP, da Fapesp.
Para resolver este desafio, a Fapesp contou com o apoio da equipe de engenharia e consultores da Avocent - multinacional americana líder no desenvolvimento de soluções de acesso e gerenciamento para datacenters corporativos - para implantar um sistema de gerenciamento de infra-estrutura de TI com acesso remoto. "Encontramos nas soluções da Avocent a melhor relação custo-benefício disponível no mercado, que atendiam às nossas especificidades", diz o coordenador. Ele destaca também que a expertise da Avocent permitiu o monitoramento de todo o processo da rede ANSP a quilômetros de distância de forma segura e ágil, garantindo a total disponibilidade dos ativos.
De acordo com o diretor comercial da Avocent Brasil, Marcelo Landi, a empresa oferece a mais completa solução de gerenciamento de infra-estrutura de TI do mercado, englobando desde o gerenciamento de servidores até equipamentos de rede como switches, roteadores, hubs, etc. "Um dos grandes benefícios é que as soluções da Avocent são modulares, fazendo com que o investimento de nossos clientes seja preservado mesmo que seu ambiente cresça e novas tecnologias sejam utilizadas. Muitas vezes a implementação começa restrita a um departamento específico, e acaba crescendo para atender toda a infra-estrutura de TI devido a sua eficiência e rapidez sempre que uma intervenção seja necessária", explica o Landi.
De acordo com Yamamoto, o investimento inicial do sistema de gerenciamento remoto do datacenter foi de aproximadamente R$ 70 mil. O projeto conta com 48 equipamentos para gerenciar a rede que é formada por 13 servidores embarcados em plataforma Intel e 35 roteadores. Entre as instituições usuárias da rede ANSP estão a Universidade Prebisteriana Mackenzie, Pontifícia Universidade de São Paulo, Pontifícia Universidade de Campinas/Unicamp, Universidade de São Paulo/USP, Unicsul, Anhembi-Morumbi, FIAP - Faculdade de Informática e Administração Paulista, além de outras.

Redação
eagora.com.br