Notícia

W Rádio Brasil

FAPESP inicia levantamento de dados de instituições de ensino superior

Publicado em 23 setembro 2019

A Gerência de Estudos e Indicadores (GEI) da FAPESP reunirá representantes de instituições de ensino superior, públicas e privadas, que atuam no Estado de São Paulo, para informá-los e estimulá-los a participar de um levantamento primário de dados que planeja realizar no próximo mês de outubro.

Vinculada à presidência do Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da Fundação, a GEI tem entre suas atribuições elaborar e aperfeiçoar os Indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

“O levantamento permitirá reunir informações detalhadas e sistematizadas sobre as atividades de ensino e pesquisa desenvolvidas por essas instituições, especialmente a composição de seus quadros de professores e de pesquisadores e as fontes e destinações de seus recursos financeiros”, explicou Sinésio Ferreira, gerente da GEI. Os dados obtidos serão usados exclusivamente para fins estatísticos e nenhuma informação individualizada será divulgada ou disponibilizada a terceiros.

O encontro ocorrerá na sede da Fundação Seade, instituição do governo do Estado de São Paulo com experiência nesse tipo de atividade e que adota princípios rígidos de preservação do sigilo de dados, com a qual a FAPESP estabeleceu parceria. “A Fundação Seade, sob orientação da GEI, elaborou um questionário eletrônico e constituiu uma equipe para apoiar os informantes no seu preenchimento [help desk]”, disse Ferreira.

O levantamento é parte de uma iniciativa mais ampla da GEI, de coletar informações junto às principais instituições que realizam atividades científicas e tecnológicas no Estado de São Paulo. Além dessa etapa, que tem foco nas unidades de ensino superior, a GEI está finalizando a coleta de informações junto aos centros de pesquisa e planejando a etapa que envolverá hospitais com atividades de P&D.

“Esse esforço permitirá mensurar os dispêndios em P&D por setor de execução, discriminando seus respectivos setores de financiamento, tal como preconiza a OCDE [Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico], instituição de referência dessa categoria de indicadores”, explicou Ferreira.

Subsídio para a gestão

Paralelamente, a GEI está implementando um conjunto de iniciativas com o objetivo de institucionalizar e ampliar o acesso a fontes secundárias de dados. “Essas iniciativas têm se concretizado em Termos de Cooperação Técnica estabelecidos com instituições produtoras de informações em âmbito estadual e federal, que já têm permitido dispor de algumas bases de dados até então inacessíveis e realizar trabalhos em cooperação com as instituições parceiras”, diz.

A coleta primária de dados, por meio de levantamento de informações junto a instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado, assim como os esforços de acesso a informações secundárias têm como objetivo aprimorar a qualidade dos indicadores de ciência, tecnologia e inovação do Estado de São Paulo.

“A ideia é fornecer subsídios para orientar as decisões dos gestores das instituições de ensino e de pesquisa e dos formuladores e executores da política científica e tecnológica paulista, além de informar aos pesquisadores e à sociedade sobre tema de tamanha relevância”, afirmou Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do CTA da FAPESP.

A presença dos representantes das instituições de ensino superior nesse evento é de grande importância para promover a qualidade dos indicadores paulistas. Ao esclarecer a importância desses indicadores e do levantamento ora anunciado e oferecer um primeiro contato com seu conteúdo, espera-se que o encontro incentive as instituições a aderirem a esse esforço da FAPESP e a contribuírem com as melhores informações para aprimorar os indicadores paulistas de CT&I.