Notícia

CIB - Conselho de Informações sobre Biotecnologia

Fapesp informa prazos para pequenas solicitarem recursos para inovação

Publicado em 06 janeiro 2011

A Fapesp divulgou o calendário para pequenas empresas inovadoras de São Paulo apresentarem seus projetos para captação de recursos para pesquisa em 2011.

O programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) em 2011 terá três ciclos de análise de projetos este ano, portanto as empresas interessadas em receber os recursos devem ficar atentas às três datas finais para apresentação de propostas: 7 de fevereiro, 16 de maio ou 15 de agosto. O prazo médio para aprovação dos projetos é de 120 dias.

A agência apóia o pequeno empreendedor inovador em três etapas. A primeira consiste na concessão de recursos para que ele faça a análise de viabilidade técnico-científica do projeto. Nesta etapa são concedidos 125 mil reais para cada projeto.

Ao final de 9 meses, o pesquisador responsável deverá apresentar um relatório técnico final e prestar contas dos recursos investidos.

A etapa seguinte é o desenvolvimento da pesquisa propriamente dita e para tanto a empresa pode receber recursos de até 500 mil reais. É necessário submeter novamente o projeto à avaliação para concorrer à subvenção, dentro de um dos três prazos mencionados acima.

Uma vez concluída a pesquisa, o empreendedor deve buscar por conta própria os recursos para viabilizar comercialmente os produtos resultantes das fases anteriores, mas podem contar com o apóio da Fapesp na indicação de possíveis fontes de financiamento.

Os recursos obtidos no programa são não-reembolsáveis, ou seja, o empreendedor não terá que devolvê-los à Fapesp. O pesquisador interessado em participar do programa tem que estar formalmente ligado a uma pequena empresa sediada no Estado de São Paulo, com até 100 funcionários.

Desde 1997 o PIPE apóia a pesquisa científica e tecnológica em pequenas empresas sediadas no Estado de São Paulo. O programa já investiu mais de 200 milhões de reais em projetos desde a sua criação. No ano passado, foram investidos mais 12,4 milhões - os números ainda não incluem os gastos do programa no mês de dezembro.

Entre os projetos apoiados no passado figuram pesquisas ligadas a tecnologia da informação, mídias digitais, telecomunicações, biotecnologia, nanotecnologia, engenharia, educação, entre outras. Mais de 1 mil empresas já foram apoiadas pelo programa.

Mais informações sobre as inscrições para o PIPE podem ser encontradas no site da Fapesp.

Fonte: Portal Exame-SP