Notícia

DiárioNET

Fapesp faz acordo com BG e vai criar centro para inovação em gás em São Paulo

Publicado em 26 setembro 2013

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a BG Brasil, do grupo BG Group, com sede no Reino Unido, assinam acordo de cooperação que prevê investimento de até US$ 20 milhões em estudos sobre a produção e consumo de energia limpa.

De acordo com a Fapesp, os resultados poderão ajudar o Brasil a usar de forma sustentável o seu potencial de produção de óleo e gás natural. O acordo foi assinado na embaixada brasileira em Londres pelo presidente da Fapesp, Celso Lafer, e o vice-presidente-executivo do BG Group, John Grant.

A parceria prevê a criação de um Centro de Pesquisa para Inovação em Gás, no Estado de São Paulo, por meio da seleção de propostas voltadas para os seguintes temas: consumo de energia limpa para a redução da emissão de gases de efeito estufa; desenvolvimento de gás natural como combustível para transporte marítimo; melhoria das técnicas de engenharia para a produção de gás natural; e a conversão de gás em matérias-primas para a indústria química, incluindo hidrogênio. Cada um dos parceiros investirá US$ 10 milhões ao longo de um período de cinco anos.

Para Celso Lafer, "os projetos de pesquisa apoiados no âmbito do acordo irão contribuir para a criação de competências e novos conhecimentos em área estratégica, além de gerar resultados com grande potencial de aplicação no setor energético".

De acordo com ele, a colaboração é importante por tratar de temas de interesse da empresa e de uma instituição de financiamento à pesquisa e porque lida com uma grande preocupação da Fapesp, que é contribuir para estimular a inovação tecnológica e aumentar a competitividade da indústria no Brasil.

Grant destacou que a BG tem o compromisso de não ser uma empresa britânica no Brasil e sim uma empresa brasileira. "Pesquisa e desenvolvimento é uma parte extremamente importante do trabalho que buscamos desenvolver no Brasil. Já somos muito ativos nessa área e estou muito contente de termos a sorte de contar com a parceria de uma organização com a reputação e o sucesso da Fapesp", disse.