Notícia

Revista Sustentabilidade

Fapesp e universidades de Toronto e Western Ontário assinam acordo de cooperação

Publicado em 06 maio 2011

 

As universidades canadenses de Toronto e Western Ontário vão destinar 100 mil dólares canadenses (R$164 mil) a projetos desenvolvidos por pesquisadores públicos e privados do Estado de São Paulo, após formalização de acordo de cooperação científica e acadêmica com a Fundação de Amparo à Pesquisa de SP (Fapesp). Cada instituição norte-americana arcará com CA$ 50 mil e a Fapesp com outros CA$ 100 mil, segundo informação da Agência Fapesp.

O acordo – assinado em 30 de março último pelo presidente da FAPESP Celso Lafer, por Paul Young, vice-presidente da Universidade de Toronto e pelo vice-presidente de Relações Internacionais e Pesquisas da Universidade de Western Ontario, Ted Hewitt – tem previsão durar dois anos com renovação por igual período.

O Comitê Gestor – a ser formado logo após a assinatura do acordo – será responsável pela supervisão geral para o relacionamento estratégico entre as partes e a implementação do acordo, incluindo a emissão de convites à apresentação de propostas e aprovação de projetos para financiamento, além da escolha das áreas que serão abrangidas pelo acordo

O consenso deverá anteceder todas as decisões do Comitê Gestor, que poderá estabelecer um comitê ad hoc para avaliar e comentar as propostas, ou para atuar como pareceristas ad hoc, mas todas as seleções de projetos serão feitas exclusivamente pelo Comitê Gestor.

Serão realizadas “chamadas de propostas”, que prevê a cooperação entre as signatárias, através de projetos conjuntos de pesquisa escolhidos pelas partes em diversas áreas de atividade científica e acadêmica, selecionados através de uma ou mais chamadas de propostas emitidas pelas signatárias por intermédio do Comitê Gestor. O Comitê Gestor poderá estabelecer prioridades temáticas para qualquer chamada de propostas.

“Tanto a Universidade de Toronto como a Universidade de Western Ontario integram um processo mais abrangente que representa possibilidades de pesquisa e de interação entre pesquisadores do Estado de São Paulo e pesquisadores dessas duas universidades”, disse Lafer em comunicado.

“Essa uma ótima oportunidade para estimular a colaboração entre pesquisadores em todas as áreas do conhecimento”, disse Hewitt.

Considerada a principal instituição canadense de Ensino Superior pelo Times Higher Education Supplement, a Universidade de Toronto é reconhecida internacionalmente e considerada uma das cinco mais importantes, num ranking das 16 maiores em todas as áreas do conhecimento. A universidade possui hoje mais de 2,5 mil professores, 65 mil estudantes matriculados e outros 6,5 mil alunos estrangeiros, divididos em cinco campi e institutos de ensino e pesquisa.

Fundada em 1878, A Universidade de Western Ontario possui atualmente cerca de 3,5 mil professores e pesquisadores e 30 mil estudantes em seus mais de 400 cursos de graduação, pós-graduação e especialização.