Notícia

Portal São José dos Campos

FAPESP e Microsoft debatem eScience em SP

Publicado em 01 novembro 2011

 

A utilização remota e multidisciplinar de informações geradas por pesquisas, baseada em tecnologias inovadoras, com uso de computação quântica, arquitetura multinúcleo e colaboração em nuvem - que constituem a chamada e-science - será o tema do debate promovido pelo Instituto Microsoft Rese arch-FAPESP de Pesquisas em TI no dia 3 de novembro, às 10h00, no auditório da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP.

A e-science representa a reunião de enormes quantidades de informação, originadas por uma nova geração de instrumentos experimentais, aceleradores, e telescópios. São dados coletados por sensores ou resultantes de simulações de supercomputadores que são armazenados em gigantescos bancos de dados. Para os cientistas, o acesso a essa imensa quantidade de registros, e encontrar entre eles questões fundamentais à pesquisa, são um desafio, mas também uma oportunidade de avanço.

As novas tecnologias computacionais, a capacidade de processar dados e reunir competências nas pesquisas, bem como seu compartilhamento em redes, são aspectos trabalhados em diferentes projetos de pesquisa de áreas como biologia, agronomia, biociências, genômica e computação, entre outras, selecionados em chamadas e apoiados pelo próprio Instituto Microsoft Research-FAPESP.

Durante o evento haverá a palestra em inglês de Daniel Fay, diretor da área denominada Earth, Energy and Enviroment da Microsoft Research, que abordará as novas tendências para a utilização de computação avançada na interpretação de dados e informações, e os novos campos de colaboração entre tecnologia e ciência obtidos nas mais diversas áreas de conhecimento. Após a palestra será lançado o livro O Quarto Paradigma - Descobertas científicas na era da eScien ce, organizado por Tony Hey, Stewart Tansley e Kristin Tolle.

A publicação discute como a quantidade crescente de dados de pesquisas, e a necessidade de aproveitá-los de forma remota e multidisciplinar, têm alterado os rumos da pesquisa científica, que passou a incorporar, cada vez mais, o uso de tecnologias inovadoras.

Entre os temas do livro estão computação científica centrada em dados, aplicações ambientais, redefinição da ciência ecológica com o uso de dados, a singularidade dos serviços de saúde e a era da medicina semântica, diagrama de conexões do cérebro, impacto das ferramentas de fluxo do trabalho e comunicação acadêmica adaptada às máquinas. A palestra é gratuita. Para participar, basta preencher a inscrição, disponível em http://www.fapesp.br/eventos/4paradigma

Sobre o Instituto Microsoft Research-FAPESP de Pesquisas em TI

Criado em 2006, o Instituto Microsoft Research-FAPESP de Pesquisas em TI forma redes de pesquisadores capazes de criar novos conhecimentos que contribuam para expandir as capacidades da tecnologia de computação em atender os desafios sociais e econômicos. As pesquisas apoiadas pelo Instituto buscam investigar as Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), determinando seu potencial de aplicação para ampliar o acesso dos cidadãos às novas tecnologias e reduzir as diferenças socioeconômicas, culturais e regionais.

O Instituto tem como meta específica buscar soluções para problemas tecnológicos complexos, como a implantação de uma completa infraestrutura de rede de comunicação e a criação de interfaces intuitivas, computadores e outros dispositivos de baixo custo com possibilidades concretas de uso por comunidades de baixa renda.

SERVIÇO
Palestra "The 4th Paradigm: Data intensive computing advancing scientific discover"
Lançamento do livro "O quarto Paradigma - descobertas científicas na era da eScience"
Local: Auditório da FAPESP
Endereço: R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - São Paulo
Data: 03 de novembro
Horário: 10h00