Notícia

Pauta Social

Fapesp e Fundação Bunge Organizam Seminário Internacional

Publicado em 13 outubro 2010

A Fundação Bunge e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, realizam nesta quinta-feira, 14, um Seminário Internacional com os temas "Ciências Florestais" e "Saúde Pública/Medicina Preventiva", áreas do conhecimento escolhidas para a 55ª edição do Prêmio Fundação Bunge. O evento acontece no Espaço APAS, Auditório Estados Unidos (Rua Pio XI, 1200 - Alto da Lapa, São Paulo, SP), e contará com apresentações dos quatro brasileiros contemplados pelo Prêmio e convidados internacionais. As palestras poderão ser acompanhadas pelo Twitter @fundacaobunge (todas as mensagens sobre o evento serão identificadas pela has htag #premiofb).

O período da manhã, das 10h às 12h30, será dedicado à área de Ciências Florestais, com participação de Alexandre Fadigas de Souza, biólogo e professor de pós-graduação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Unisinos, ganhador do Prêmio Fundação Bunge na categoria Juventude. Sua apresentação abordará seu estudo sobre o uso de ferramentas matemáticas, que permitem ao homem conhecer e prever comportamentos de florestas, principalmente das árvores de palmeiras na Mata Atlântica e de araucárias no sul do Brasil.

Na sequência, o Prof. Dr. Jean-Paul Laclau, pesquisador do CIRAD (Centre de coopération internationale en recherche agronomique pour le développement), da França, falará sobre a influência das plantações tropicais de eucaliptos sobre os ciclos do carbono, da água e dos nutrientes e os resultados de pesquisas realizadas em condições contrastadas na África e no Brasil.

Niro Higuchi, pesquisador da Coordenação de Silvicultura Tropical do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, contemplado pelo Prêmio na categoria Vida e Obra, apresentará resultados de pesquisas na floresta Amazônica para a criação de um sistema de manejo florestal e sua influência no processo de mudanças climáticas globais.

No período da tarde, das 15h às 17h30, serão tratadas questões de Saúde Pública e Medicina Preventiva. Guilherme de Sousa Ribeiro, médico infectologista e epidemiologista ganhador do Prêmio Fundação Bunge na categoria Juventude, falará sobre a leptospirose urbana e a forma com que emergiu como um problema de saúde pública, a partir de um estudo em uma comunidade de baixa renda em Salvador, Bahia. O controle de doenças negligenciadas será o tema da apresentação do Professor Dr. Sergio Sosa-Estani, chefe da unidade de epidemiologia do Centro Nacional de Diagnóstico e Pesquisa do Ministério da Saúde da Argentina.

O pesquisador Isaias Raw, do Instituto Butantan, em São Paulo, ganhador do Prêmio na categoria Vida e Obra, fará a apresentação final sobre pandemias e segurança nacional e inovação tecnológica no campo da prevenção de doenças e o papel do setor público.

Veja programação completa e mais informações em: http://www.fapesp.br/materia/5848.

Criada em 1962, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) está entre as mais imprtantes agências de fomento à Ciência e Tecnologia do Brasil.

Mantida pela transferência de 1% das receitas tributárias do Estado de São Paulo, a Fundação atua diretamente com a comunidade científica paulista em todas as áreas do conhecimento e seleciona propostas de pesquisa com base na revisão pelos pares (peer review), metodologia que utiliza pareceres emitidos por pesquisadores brasileiros e estrangeiros como base para decisões sobre o financiamento de projetos.

Anualmente, a Fundação desembolsa cerca de um terço de seu investimento na formação de pesquisadores por meio de bolsas; mais de 50% são destinados a pesquisa acadêmica, principalmente fundamental; e 10% são investidos em pesquisas voltadas para a aplicação, em pequenas empresas ou em parcerias entre universidade e empresas.

A Fundação Bunge foi criada em 1955 com o objetivo de desenvolver ações de responsabilidade social do grupo Bunge no Brasil. Esse trabalho evoluiu ao longo do tempo para abranger também ações voltadas para a Sustentabilidade. A Fundação Bunge acredita que compartilhar conhecimento, disseminar a inovação e formar pessoas conscientes de que são as responsáveis pelas transformações que desejam é a forma de garantir no presente a construção de uma sociedade sustentável no futuro.

As iniciativas da Fundação Bunge dividem-se em três pilares de atuação: Incentivo à Excelência e ao Conhecimento Sustentável (Prêmio Professores do Brasil, Prêmio Fundação Bunge e apoio a estudos e pesquisas voltados para a Sustentabilidade); Socioambiental (Comunidade Educativa, um programa de escola sustentável e Comunidade Criativa, um programa de formação de jovens para o desenvolvimento local sustentável) e Preservação da Memória (Centro de Memória Bunge).