Notícia

Jornal Brasil

FAPESP e California Institute for Regenerative Medicine lançam chamada

Publicado em 03 janeiro 2014

A FAPESP e o California Institute for Regenerative Medicine (CIRM) anunciam a primeira chamada de propostas de pesquisa no âmbito do acordo de cooperação entre as instituições, assinado em outubro.

A chamada está aberta a pesquisadores associados a instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo, que podem participar de colaborações com pesquisadores do Estado da Califórnia. A chamada é lançada simultaneamente com anúncios de financiamento do CIRM (www.cirm.ca.gov/our-funding/research-rfas/tools-and-technologies-iii).

Por meio do acordo de cooperação, FAPESP e CIRM confirmam o interesse comum em explorar esforços conjuntos para promover a investigação científica na área da medicina regenerativa. Ambas as partes estão convencidas de que avanços na área somente ocorrerão se o financiamento adequado e outros tipos de apoio estiverem disponíveis e a ampla cooperação for facilitada.

CIRM e FAPESP incentivam a apresentação de propostas focadas na criação, design e em testes de novas ferramentas e tecnologias que sejam amplamente aplicáveis, e na otimização, melhoramento, padronização e desenvolvimento de ferramentas e de tecnologias existentes que permitam superar desafios tecnológicos em terapias com células-tronco.

Os interessados em participar da chamada devem submeter propostas às respectivas agências. A FAPESP está preparada para apoiar as propostas selecionadas no Estado de São Paulo em um total de até US$ 700 mil. O CIRM disponibilizará até US$ 35 milhões para apoiar até 20 projetos de pesquisas.

No Estado de São Paulo, as propostas devem ser submetidas à FAPESP na modalidade Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático.

O processo de submissão envolve uma pré-proposta que deverá ser enviada à FAPESP até às 24h (hora de Brasília) do dia 7 de janeiro de 2014, em um arquivo PDF, para o e-mail chamada_CIRM@fapesp.br.

A chamada de propostas (em inglês) está disponível em: www.fapesp.br/en/8406.


Fonte: Agência FAPESP