Notícia

Revista do Meio Ambiente

Fapesp e Braskem/Ideom investem em química verde e materiais de alto desempenho

Publicado em 01 setembro 2010

A Fapesp - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e a Braskem/Ideom divulgaram, no dia 17 de agosto de 2010, a segunda chamada de propostas do acordo de cooperação científica e tecnológica que firmaram em fevereiro de 2008. O objetivo é apoiar projetos de pesquisa cooperativos para síntese de produtos químicos verdes, obtidos a partir de fontes renováveis como açúcares, etanol e biomassa, além de outros temas relacionados à indústria petroquímica.

A chamada tem interesse em selecionar projetos que contribuam para o avanço do conhecimento e da tecnologia nas áreas de processos de síntese de intermediários, monômeros e polímeros a partir de matérias-primas renováveis. Captura, armazenamento e conversão de CO2; estudos e desenvolvimento de materiais que atribuam aos polímeros, obtidos a partir de matérias-primas - renováveis ou não -, as propriedades físico-químicas que possibilitem sua utilização nas diferentes aplicações demandadas pelo mercado; assim como poliolefinas (catálise, modificação química) também são objetos de análise. Outro objetivo é a formação de recursos humanos altamente qualificados nos itens descritos.

As propostas poderão ser apresentadas até 16 de novembro deste ano por pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa no Estado de São Paulo e da empresa. Espera-se que os projetos apresentem resultados com potencial de aplicação no mercado interno e mundial por meio de soluções novas e criativas. "Projetos como esse são fundamentais para o avanço do conhecimento. A expectativa é que consigamos evoluir cada dia mais e possamos encontrar formas mais eficazes de desenvolvimento e produção", diz Luis Fernando Cassinelli, diretor de Tecnologia e Inovação Corporativa da Braskem.