Notícia

Esteta

FAPESP e BBSRC orientam pesquisadores sobre chamada

Publicado em 06 outubro 2015

Pesquisadores interessados na chamada conjunta da FAPESP com o Biotechnology and Biological Sciences Research Council (BBSRC) – um dos Conselhos de Pesquisa do Reino Unido (RCUK, na sigla em inglês) – na área de biocombustíveis avançados participaram, na segunda-feira (05/10), de uma sessão de esclarecimento sobre os procedimentos para submissão de projetos de pesquisa.

 

O objetivo da parceria é apoiar colaborações entre pesquisadores de São Paulo e do Reino Unido em três áreas prioritárias: desenvolvimento de organismos fermentativos de alto rendimento; design de enzimas para intensificar a transformação de biomassa celulósica; e pesquisas para controle e otimização de matéria-prima e no entendimento do seu efeito na produção e no processamento de biocombustíveis avançados, biogás, commodities e produtos químicos de alto valor.

 

De acordo com Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP, além de tratarem de demandas prioritárias para o Brasil e o Reino Unido, as colaborações apoiadas contribuirão para o desenvolvimento da comunidade científica do estado de São Paulo.

 

“Serão apoiadas colaborações multidisciplinares que, além de desenvolver abordagens em biorrefinaria para a fabricação de biocombustíveis avançados, criarão um ambiente de desenvolvimento também para os pesquisadores envolvidos. A participação da FAPESP é motivada também pelo interesse de trazer mais pesquisadores para o estado, envolvendo-os em trabalhos conjuntos com grande potencial transformador da nossa realidade de pesquisa”, disse.

 

Os integrantes dos projetos selecionados sediados em São Paulo terão suas atividades de pesquisa financiadas pela FAPESP enquanto aqueles baseados no Reino Unido receberão recursos destinados pelo BBSRC, na ordem de até £ 5 milhões. Os recursos destinados pela FAPESP serão equivalentes, distribuídos entre diversos esforços de pesquisa.

 

A FAPESP oferece na chamada três modalidades de apoio: Projeto Temático, Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes e São Paulo Excellence Chair (SPEC). As propostas podem incluir uma ou mais dessas modalidades, em um projeto coordenado chamado Case for Support.

 

Brito Cruz destacou ainda que pesquisas que empregam tecnologias de ponta, incluindo genômica, engenharia metabólica, biologia de sistemas e biologia sintética, são particularmente bem-vindas, além de projetos com envolvimento do setor privado.

 

“Embora componentes não acadêmicos não sejam elegíveis para financiamento, seu envolvimento em algum grau será considerado, assim como seu potencial de aplicação. A chamada considera a participação de empresas nos projetos submetidos”, afirmou.

 

As propostas colaborativas devem envolver interessados elegíveis baseados no Estado de São Paulo e no Reino Unido, com um mínimo de um pesquisador por país, e podem ser submetidas até 19 de novembro de 2015. Os projetos devem ter de três a cinco anos de duração e considerar os aspectos sociais, econômicos e ambientais dos processos e produtos que serão desenvolvidos.

 

A chamada de propostas está disponível em www.fapesp.br/9759.

 

Diego Freire

Agência FAPESP