Notícia

Brasil Fashion News

FAPESP e Agilent anunciam apoio a pesquisas em fisiologia vegetal e química orgânica

Publicado em 22 março 2012

Por Dioneia Mendes

Projetos aprovados em chamada conjunta receberão financiamento de até US$ 400 mil para o desenvolvimento das pesquisas, que deverão ter a duração máxima de 36 meses Um acordo de cooperação entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Agilent Technologies vai garantir apoio financeiro a dois projetos de pesquisa em instrumentação avançada e técnicas de medição relacionadas a metabolômica em fisiologia vegetal - biologia de plantas e microbiologia -, espectrometria de massa e bioenergia.

Lançada em outubro de 2011, a chamada para submissão de projetos teve como objetivo identificar, selecionar e apoiar projetos de pesquisas de classe mundial, envolvendo a criação de conhecimento científico e a comunicação de resultados na comunidade acadêmica internacional. Um dos projetos aprovados buscará estudar respostas fisiológicas das espécies Eucalyptus globulus e E. grandis à alta concentração de CO2 e à variação de temperatura, identificadas por metabolômica, ou seja, um estudo sistemático da composição química gerada em processos celulares em condições fisiológicas e ambientais específicas, além de análises transcriptômicas, feitas a par tir das transcrições celulares dessas espécies.

O outro estudo buscará um maior conhecimento sobre a prospecção de compostos voláteis produzidos por cianobactérias brasileiras com efeitos alelopáticos, que envolvem produtos secundários produzidos pelo metabolismo de diferentes espécies animais e vegetais, e sua influência sobre o crescimento e desenvolvimento de sistemas biológicos. Divulgadas em conjunto pela FAPESP e pela Agilent, as pesquisas aprovadas poderão servir para a criação de um novo conhecimento científico nessas áreas, bem como seus resultados, espera-se, possam ser de interesse para a comunidade acadêmica mundial. Para ambas as pesquisas, recursos de até US$ 400 mil serão desembolsados em partes iguais entre as instituições. Os projetos aprovados deverão ter duração máxima de 36 meses. Mais informações sobre a chamada e sobre o acordo de cooperação FAPESP-Agilent podem ser obtidas no endereço www.fapesp.br/acordos/agilent