Notícia

Suinocultura Industrial online

FAPESP disponibiliza até R$ 1,14 mi para pesquisas em saúde animal

Publicado em 17 agosto 2017

A FAPESP e a Agilent Technologies, empresa norte-americana de instrumentação e tecnologia, realizam em 30 de agosto o “Biopharma and Metabolomics FAPESP-Agilent Workshop”, reunião científica para discussão dos temas de interesse de uma chamada de propostas de R$ 1,14 milhão lançada pela Fundação e a empresa em maio de 2017.

O objetivo da chamada é selecionar e apoiar projetos de pesquisa em Saúde Humana, Medicina Veterinária e Agricultura, com foco em ferramentas avançadas para diagnóstico e terapias de doenças.

Participarão como palestrantes do workshop os pesquisadores Ernani Pinto Júnior e Adalberto Pessoa Júnior, ligados à Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP); Aparecida Maria Fontes, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP; Paulo Mazzafera e Maria Cristina Marcondes, do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); e Felix Guilhermo Reyes, da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp. Também estão programadas apresentações de Carl Myerholtz e Jim Hollenhorst, da Agilent, e de Hernan Chaimovich, da coordenação de Programas Especiais e Colaborações em Pesquisa da FAPESP.

As propostas de pesquisa selecionadas na Chamada serão financiadas em partes iguais pela FAPESP e pela Agilent e devem prever a cooperação entre pesquisadores da empresa e cientistas ligados a instituições de ensino e pesquisa do Estado de São Paulo. O prazo-limite para submissão de projetos é 29 de setembro e a divulgação do resultado da seleção está prevista para 18 de fevereiro de 2018.

Os projetos devem, por exemplo, resultar no desenvolvimento de novas formas de identificação e quantificação de metabólitos e seus fluxos nas células, tecido ou organismo humano ou animal, ou ainda a novas maneiras de analisar dados coletados em pesquisas com foco na bioterapêutica e na medicina personalizada.

As propostas poderão também incluir temas relacionados ao refinamento de instrumentos, novos protocolos de medição e formas de analisar dados, ou ainda a criação de fluxos de produção ou aplicações de técnicas existentes para ampliar o conhecimento na área. Espera-se que a pesquisa tenha relevância imediata e potencial para gerar impacto econômico, além de possibilitar a ampla disseminação do conhecimento gerado à comunidade científica internacional.

“A colaboração FAPESP-Agilent oferece a pesquisadores em São Paulo a oportunidade de desenvolverem projetos de pesquisa em temas avançados e em colaboração com pesquisadores da empresa. É muito positivo que a Agilent, empresa reconhecida por sua capacidade em ciência e tecnologia, valorize na comunidade paulista de pesquisa cientistas capazes de contribuírem com os objetivos da empresa. A interação com a empresa é facilitada pelo fato de ter cientistas reconhecidos mundialmente em posições de liderança”, disse Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP.

Até três propostas serão selecionadas e financiadas pela FAPESP e a Agilent por um período de até 36 meses. A análise dos projetos será feita com base nos critérios aplicados à seleção de propostas no Programa de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) e no parecer do Comitê Gestor para a Cooperação FAPESP-Agilent, composto por representantes da empresa e da Fundação.

A Chamada de Propostas está publicada em: www.fapesp.br/en/10886

Fonte: Fapesp