Notícia

O Dia (SP)

Fapesp cria banco de dados referencial sobre ciência, tecnologia e informação.

Publicado em 15 outubro 2004

A Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo - Fapesp - lança na próxima segunda-feira, um serviço que tem tudo para se tornar referência. Trata-se do Fapesp.Indica (www.fapesp.br/indicadores), um site sem equivalente no Brasil e que deverá ajudar pesquisadores, gestores e outros interessados na consulta de informações para a produção e análise de indicadores de ciência, tecnologia e inovação (CT&I). 'O Fapesp.Indica representa uma facilitação muito importante para o pesquisador e o interessado no desenvolvimento da ciência e da tecnologia no Brasil', disse Carlos Vogt, presidente da Fapesp e vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPQ. 'Muitos dizem que no Brasil não existem dados confiáveis sobre a produção científica e tecnológica do país, o que é um engano. Existe sim uma variedade de sistemas de informação especializados, mas o que não se dispunha é de um tratamento inteligente e uma sistematização desses dados, que vêm de fontes as mais variadas', lembra Regina Gusmão, coordenadora executiva do projeto de indicadores de ciência, tecnologia e inovação da Fapesp. 'O serviço se fundamenta na seleção e sistematização de fontes primárias e documentais de dados existentes, facilitando ao usuário a identificação e o acesso às mesmas', explica Regina. Segundo ela, a sistematização e o estabelecimento das tipologias adotadas para a classificação das informações cadastradas nas bases de dados do serviço foram a parte mais difícil para ser desenvolvida, em trabalho realizado conjuntamente com a auxiliar de pesquisa Cecília Diaz Isenrath, da Universidade Estadual de Campinas, responsável pelo desenvolvimento do sistema. Outro destaque do Fapesp.Indica é a cobertura internacional. No Brasil, há muito pouca informação sobre as fontes de produção de dados científicos em outros países. 'O pesquisador precisa saber onde estão essas fontes e como fazer para acessá-las', acredita Regina. O novo serviço supre a lacuna ao trazer uma cobertura que abrange dezenas de países, divididos regionalmente ou em blocos como a União Européia (UE) ou a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). 'Essa abrangência internacional representa um passo importante para a organização de um conjunto de informações relativas a outros países e cenários que permitirão uma visão mais critica para o desenvolvimento do setor no Brasil', - diz Vogt. A segunda área é a Indica.Bib, uma base de dados referencial que contém registros bibliográficos das principais publicações, documentos técnicos e bases de dados on-line relativas a indicadores de CT&I, editados por entidades nacionais e internacionais que atuam no setor. Disponibiliza links para cerca de 700 fontes documentais, incluindo relatórios de indicadores de C&T, estatísticas socioeconômicas, enquetes e pesquisas amostrais, manuais e metodologias de apoio, classificações, guias de entidades de P&D e revistas especializadas. A terceira área do novo site é a Indica.Tab, um banco com acesso direto a uma seleção de tabulações consolidadas e pré-formatadas relativas aos principais indicadores de CT&I para o Estado de São Paulo, Brasil e algumas comparações internacionais, indexados por variáveis diversas, como tema e tipo de indicador, fonte dos dados primários ou período de cobertura. São mais de 650 tabelas e gráficos cobrindo temas como recursos financeiros e humanos disponíveis em P&D, produção científica, atividade de patenteamento, empresas inovadoras e transferência de tecnologia.