Notícia

A Tribuna Regional (Cravinhos, SP) online

FAPESP anuncia projetos aprovados para pesquisa em pequenas empresas

Publicado em 21 julho 2016

São Paulo, 21/07/2016 – Na terça-feira (26/07) a FAPESP vai anunciar mais 33 projetos de pesquisa – avaliados durante o primeiro dos quatro ciclos de análise de propostas de 2016 – aprovados dentro de seu Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE). A cada ciclo, a Fundação destina, via PIPE, até R$ 15 milhões para projetos de pesquisa que levem ao desenvolvimento de produtos, processos e serviços, em todas as áreas do conhecimento.

Os projetos aprovados no PIPE são conduzidos por pesquisadores em microempresas e empresas com até 250 empregados no Estado de São Paulo.

As empresas selecionadas neste ciclo de análise realizarão pesquisas em diferentes segmentos, como uso de ressonância magnética nuclear para análise não destrutiva de produtos agrícolas e alimentos, aperfeiçoamento e inovação em triagem neonatal para imunodeficiências congênitas, desenvolvimento de nanopartículas para tratamento de artrite reumatoide, treinamento cognitivo ao público senescente, eficiência e inovação no relacionamento entre museus e públicos, sistema de vigilância e controle de infecção hospitalar e kit diagnóstico para a detecção do vírus Zika, entre outros.

Os projetos apresentados no segundo ciclo de análise de 2016 estão atualmente em avaliação. Já o terceiro ciclo de análise, que tem disponível outros R$ 15 milhões para o financiamento de projetos, recebe propostas até 1º de agosto.

Os projetos de pesquisa se desenvolvem em três fases. A Fase 1 é de demonstração da viabilidade tecnológica do produto ou processo proposto, para a qual os recursos a cada projeto aprovado chegam a R$ 200 mil, para uso em até nove meses. Na Fase 2, o projeto pode receber até R$ 1 milhão para desenvolver o produto ou processo inovador, com prazo de até 24 meses. Há ainda uma terceira fase, voltada ao desenvolvimento comercial e industrial dos produtos ou processos resultantes da pesquisa.

Um dos diferenciais do programa é que mesmo empresas ainda não constituídas formalmente podem apresentar propostas, na condição de “empresa a constituir”. No PIPE, o pesquisador proponente deve demonstrar conhecimento e competência técnica no tema do projeto, mas não precisa apresentar nenhum título formal, seja de graduação ou pós-graduação.

Desde 1997, quando foi criado, o PIPE já apoiou 1.527 projetos, com uma média de aprovação de dois projetos de pesquisa por semana.

O site do programa foi reformulado e traz, além das normas e respostas a dúvidas frequentes, também notícias sobre as chamadas e pesquisas aprovadas, agenda e vídeos explicativos sobre o PIPE.

Durante o evento será feita uma apresentação sobre a pesquisa desenvolvida pela BrPhotonics, empresa especializada no desenvolvimento de produtos optoeletrônicos, aprovada no segundo ciclo de análise de 2015 e recentemente premiada como uma das seis melhores startups para investir, durante a segunda edição do European Photonics Venture Forum, em Eindhoven (Holanda).

Para participar do evento é necessário fazer inscrição eletrônica, no endereçowww.fapesp.br/eventos/inscricoes/33pipes. A Chamada de Propostas para o terceiro ciclo de análise do PIPE em 2016 pode ser vista emwww.fapesp.br/pipe/chamada-3-2016. Mais informações sobre o programa estão disponíveis emwww.fapesp.br/pipe

Anúncio dos 33 projetos aprovados no PIPE – 1º ciclo 2016

Data e horário: 26 de julho, das 10h às 11h

Local: FAPESP - Rua Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - São Paulo

Inscrições: www.fapesp.br/eventos/inscricoes/33pipes

Mais informações: (11) 3838-4394