Notícia

Portal Novidade

FAPESP anuncia 46 projetos aprovados para pesquisa em pequenas empresas

Publicado em 09 dezembro 2015

A FAPESP anuncia na quarta-feira (9/12) mais 46 projetos de pesquisa aprovados na penúltima chamada em 2015 do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE). Os projetos foram avaliados e aprovados durante o terceiro dos quatro ciclos de análise de propostas deste ano.

Com o anúncio, chegam a 113 as pequenas empresas que tiveram projetos de pesquisa aprovados pela Fundação nos três ciclos de análise já finalizados em 2015.

As pesquisas tecnológicas serão conduzidas por pesquisadores em microempresas e empresas com até 250 empregados no Estado de São Paulo, que terão até R$ 15 milhões para desenvolver projetos de produtos, processos e serviços, em todas as áreas do conhecimento.

 

As empresas selecionadas desenvolverão pesquisas em diferentes segmentos, como restauração e monitoramento florestal, análise de combustíveis, manejo integrado de pragas na agricultura, tecnologias de reciclagem, sensores de deslizamento de terrenos, desenvolvimento de softwares, nanotecnologia verde, avaliação de resíduos industriais e controle de vetores, entre outros.

 

Composto por etapas, o programa requer que os proponentes dos projetos demonstrem a viabilidade tecnológica do produto ou processo proposto. Esta é a chamada Fase 1 do PIPE, para a qual os recursos aos projetos aprovados chegam a R$ 200 mil, para uso em até nove meses. Na chamada Fase 2, o projeto pode receber até R$ 1 milhão para desenvolver o produto ou processo inovador, com prazo de até 24 meses.

 

Este ano, o programa PIPE, em conjunto com o programa PAPPE Subvenção, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), também selecionou oito pequenas empresas para o desenvolvimento de treze projetos de pesquisa, voltados a atender alguns dos desafios científicos e tecnológicos especificados pela equipe de projeto do Sirius, anel acelerador em construção no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em Campinas, interior de São Paulo.

 

No caso do Sirius, as empresas escolhidas contarão com apoio oferecido pela FAPESP e pela Finep, e deverão oferecer tecnologia avançada para o desenvolvimento de peças, produtos, processos e serviços, com tecnologia inovadora.

Os valores alocados para financiamento dessas pesquisas, que receberão recursos de subvenção não reembolsáveis, são da ordem de R$ 40 milhões, sendo 50% com recursos da Finep e 50% com recursos da FAPESP.

Desde 1997, quando foi criado, o PIPE já apoiou 1.461 projetos, com uma média de aprovação de dois projetos de pesquisa por semana.

 

Outros R$ 15 milhões estão disponíveis para o financiamento de projetos no quarto ciclo de análise deste ano, já encerrado para recebimento de propostas e cujo resultado será divulgado em fevereiro de 2016.

Para o próximo ano, o primeiro ciclo de análise de projetos já está aberto, e os projetos podem ser inscritos para avaliação até 1º de fevereiro de 2016.

Diálogos PIPE

Com o objetivo de orientar e tirar dúvidas dos interessados em apresentar propostas, no próximo dia 11 de dezembro acontece a quarta e última edição em 2015 do encontro Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa, das 9h00 às 12h00, na sede da FAPESP, em São Paulo.

 

No encontro, profissionais das áreas técnica e científica da Fundação vão orientar e tirar dúvidas de representantes de empresas interessadas em apresentar ao Programa PIPE projetos com potencial de alcançar resultados inovadores.

Um dos diferenciais do PIPE é que mesmo empresas ainda não constituídas formalmente podem apresentar propostas, na condição de “empresa a constituir”. Outra característica importante é que o pesquisador proponente deve demonstrar conhecimento e competência técnica no tema do projeto, mas não precisa apresentar nenhum título formal, seja de graduação ou pós-graduação.

 

Trata-se de uma oportunidade para que os interessados entendam as características do programa e possam aproveitar o prazo para inscrever seus projetos no 1º Ciclo de Análise de Propostas de 2016.

Os projetos podem ser inscritos para a Fase 1 ou diretamente para a Fase 2 do Programa exclusivamente por meio eletrônico, pelo Sistema de Apoio a Gestão (SAGe), no site da FAPESP. Até a data limite de 1º de fevereiro, as propostas podem ser corrigidas e ressubmetidas para análise ainda neste 1º Ciclo, que terá o resultado dos projetos aprovados divulgado em maio de 2016.

 

A Chamada de Propostas para o 1º Ciclo de Análise do PIPE em 2016 está publicada em http://www.fapesp.br/pipe/chamada-1-2016

O encontro na sede da Fundação é realizado em parceria com o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), com a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei) e o Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo (SIMPI).

Mais informações sobre o PIPE estão disponíveis em www.fapesp.br/pipe

O site do programa foi reformulado e traz, além das normas e respostas a dúvidas frequentes, também notícias sobre as chamadas e pesquisas aprovadas, agenda e vídeos explicativos sobre o PIPE.