Notícia

Esteta

FAPESP amplia representação no Belmont Forum

Publicado em 12 janeiro 2015

Gilberto Câmara Neto, pesquisador licenciado do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foi eleito em 26 de dezembro para fazer parte do Comitê Diretor Interino do Belmont Forum, organismo internacional formado pelas principais agências financiadoras de pesquisa sobre mudanças ambientais do mundo e no qual já era representante da FAPESP.

 

Câmara é membro da Coordenação do Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais (PFPMCG) e ocupante da Cátedra Brasil na Universidade de Münster, na Alemanha.

 

Na mesma data, também foi eleita Kirsten Broch Mathisen, do Conselho de Pesquisa da Noruega (RCN, na sigla em inglês).

 

O comitê interino, do qual Câmara agora faz parte, tem por objetivo preparar a eleição do Comitê Gestor do Belmont Forum, que ocorrerá em sua plenária, em 2015, bem como a transição entre os grupos representantes do International Group of Funding Agencies for Global Change Research (IGFA), que coordena o Belmont Forum.

 

Além dos novos membros, o Comitê Diretor Interino é composto por Albert van Jaarsveld, da National Research Foundation (NRF, da África do Sul), Patrick Monfray, da Agence nationale de la Recherche (ANR, da França), e Kurt Vanderberghe, da Comissão Europeia (CE).

 

Criado em 2009 durante uma conferência realizada pela National Science Foundation (NSF), dos Estados Unidos, e o Natural Environment Research Council (Nerc), do Reino Unido, na cidade norte-americana de Belmont, o Belmont Forum é formado por representantes de organizações internacionais e instituições de fomento à pesquisa de 13 países e da Comissão Europeia.

 

Coordenado pelo IGFA, do qual faz parte Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP, o Belmont Forum busca influenciar os rumos da colaboração internacional em estudos sobre mudanças globais por meio de chamadas conjuntas de pesquisas.

 

Em 2014, a FAPESP lançou a chamada de propostas de pesquisa Cenários da Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos 2014, em parceria com o Belmont Forum, com o objetivo de estimular a formação de redes internacionais de cientistas e o avanço das metodologias inter e transdisciplinares de montagem de situações necessárias à melhoria no uso dos cenários de biodiversidade nas tomadas de decisão. O resultado da chamada deverá ser divulgado até o final de março.

 

Agência FAPESP