Notícia

Post TV

Fapesc divulga os representantes de Santa Catarina para o Prêmio Confap

Publicado em 12 outubro 2021

Por Everaldo Silveira

Em evento on-line realizado nesta sexta-feira, 8, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) revelou os seis representantes do estado para o Prêmio Confap de Ciência, Tecnologia & Inovação – Professor Francisco Romeu. Agora, os profissionais escolhidos nesta estadual disputarão a etapa nacional, que vai ocorrer em dezembro.

A premiação faz parte das comemorações dos 15 anos do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), que congrega 26 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs). Cada entidade estadual ficou responsável por escolher os seus representantes. O edital da Fapesc foi lançado em julho.

A categoria pesquisador destaque foi dividida em três subcategorias. Foram escolhidos os professores Felipe Dal Pizzol, da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) – subcategoria Ciências da Vida; Aloisio Nelmo Klein, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – subcategoria Ciências Exatas; e Sandra Makowiecky, da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) – subcategoria Ciências Humanas.

A categoria Pesquisador Inovador foi dividida em duas subcategorias. Foram escolhidos Valdir Cechinel Filho, da Universidade do Vale Itajaí (UNIVALI) – subcategoria Setor Empresarial; e Raul Sidnei Wazlawick, da UFSC – subcategoria Setor Público. Na Categoria Profissional de Comunicação, a representante será Eonir Teresinha Malgaresi, da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI). Confira, ao final do texto, os nomes de todos os finalistas no estado.

“É um momento muito especial para a Fapesc”, afirmou o presidente da fundação, Fábio Zabot Holthausen. “Reflete uma jornada de trabalho de todos vocês, independentemente de quem serão os representantes de Santa Catarina. Foi uma jornada de trabalho, de contribuições, de resultados, de esforço colocado para suas instituições, para a ciência, para a pesquisa e para a inovação no estado de Santa Catarina. Com certeza todos são protagonistas e vencedores desta incrível jornada, que é atuar na ciência, tecnologia e inovação.”

De acordo com o presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Odir Antônio Dellagostin, o objetivo do prêmio é valorizar e colocar em evidência as personalidades que contribuíram para o setor. “Fazendo um evento em nível nacional, conseguimos também estimular os estados para que promovam esta rodada em nível estadual e também coloquem a ciência e tecnologia em evidência, e as personalidades que mais contribuem para o desenvolvimento da ciência e tecnologia nos estados em evidência. Acho que nunca foi tão clara a importância da ciência e tecnologia para a sociedade. Essa epidemia expôs nossas fragilidades e nossas competências”.

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapesc, Amauri Bogo, parabenizou todos os representantes. “Entendo que todos estão representando suas instituições e competências e suas contribuições para que o estado de Santa Catarina se torne referência. Hoje, não seremos nós os protagonistas, e sim vocês. Nosso papel principal é acolher vocês e trabalhar para vocês.”

Valdir Cechinel Filho, reitor da Univali e um dos escolhidos para representar Santa Catarina, falou em nome dos representantes. “É uma enorme satisfação termos uma Fapesc tão ativa quanto há muito tempo não tínhamos. Esse reconhecimento a todos os pesquisadores do estado é algo que nos inspira e nos motiva cada vez mais. Quero parabenizar a todos os finalistas, de coração. E parabenizar aqueles que não puderam estar aqui, mas são vencedores por fazer pesquisa científica, tecnologia e inovação há muitos anos.”

Homenagem

Cada edição do Prêmio Confap de CTI receberá o nome de um pesquisador ou pesquisadora com relevantes contribuições à CTI nacional. Nesta primeira edição, o homenageado é o professor e pesquisador Francisco Romeu Landi (in memoriam/1933-2004).

Francisco Romeu Landi teve uma extensa e bem sucedida carreira em prol da CTI e da educação no Brasil. Nasceu na cidade de São Paulo em 1933, estudou engenharia na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), instituição na qual se formou, foi pesquisador, professor titular e diretor. Foi diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), presidente do Fórum Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) e membro do Conselho de Administração do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT, sigla da época, atual MCTI).

Romeu Landi elaborou o estatuto do Fórum Nacional das FAPs e foi um dos principais articuladores e incentivadores para a criação de uma entidade brasileira que representasse, em nível nacional e internacional, as Fundações. Sua inestimada contribuição à CT&I brasileira em vida, possibilitou, dois anos após o seu falecimento (2004), a criação do Conselho Nacional das FAPs, o Confap, em 28 de abril de 2006.

O post Fapesc divulga os representantes de Santa Catarina para o Prêmio Confap apareceu primeiro em Post TV.